Doe para manter a versão nacional       Assine a edição local de Uberlândia

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

#zikazero | CLIQUE AQUI, SAIBA MAIS E PARTICIPE | #zikazero
A sociedade mobilizada para vencer a luta contra o mosquito

Instituto Eu Quero Viver
quinta-feira, 17 novembro, 2007 23:05

Aqualândia

 
 
 

No último dia 12 caiu uma chuva daquelas por aqui. Daquelas de arrancar telhado e árvore, igual a filme do Super-Homem. A fragilidade dos nossos conceitos de infra-estrutura, geram transtornos quando isso acontece.

Na fábula dos Três Porquinhos, enquanto o Prático mora numa casa sólida, construída com tijolos e cimento, Cícero construiu uma de palha e Heitor, uma de madeira. Construíram casas frágeis, porque assim seria mais rápido e eles poderiam logo ir brincar. O Lobo, por sua vez, queria comê-los. E ai só a casa do Prático resiste aos sopros do Lobo. No fim Cícero e Heitor refugiam-se lá, prometendo deixar de lado a preguiça.

Colocar a culpa no prefeito não pode. Isso é conversa politiqueira, infrutífera que não acrescenta nada nas soluções almejadas por todos os habitantes de centros urbanos. Uberlândia se enquadra nessa definição.

Uma das vítimas a avenida Rondon Pacheco expôs o que o uberlandense anda jogando pelas ruas.

Quando eu cheguei por aqui, escutei e ainda escuto, que jogar lixo no chão ajuda a manter os empregos da concessionária de limpeza da cidade. Pasmem quantos lerem isso para além dos limites da cidade.

Um dos resultados desse pensamento exótico é que todo o lixo que não foi recolhido por algum motivo, vai parar nas galerias e bocas de lobo.

Isso sem contar com os inúmeros casos de areia e pedra colocadas diretamente na calçada e no meio fio que acabam parando na tubulação pluvial da cidade. Muita gente por aqui adora fazer uma obrinha em casa e usa o passeio e o meio-fio para misturar a massa e depois lava com mangueira até a mistura chegar nos coletores. Adivinha o que acontece?

Há ainda os fantásticos copos de milk shake e saquinhos de batata e outros petiscos vendidos nos terminais de ônibus e que após consumidos, em meio às viagens são arremessados sem nenhum escrúpulo pela janela do coletivo.

Muita gente se apressou a colocar as fotos da tragédia no orkut, nas listas de e-mails, esquecendo que muita gente que viu e está vendo essas fotos, colaborou para o entupimento da rede com suas ações insensatas.

Pobres dos proprietários de veículos e comerciantes que pagaram mais uma vez com prejuízo material o exotismo de uma cidade de cabeça ôca, que joga lixo no chão, que incendeia lixeiras, quebra orelhão, pega beirão em ônibus e não sabe o que é fila. Leia este outro artigo e ponha a mão na consciência, ou mostre para os Cíceros e Heitores metafóricos que você conhece. A pressa é inimiga da perfeição.

Lembre que a tubulação subterrânea da cidade e para coletar água e não caminhão compactador.

ARTIGOS | OUTROS ARTIGOS DESTE AUTOR

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Considere contribuir com o nosso trabalho!!! Obrigado!!!

Últimas no FarolCom

Veja também

Mapas do Triângulo

Meteorologia

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest