Doe para manter a versão nacional       Assine a edição local de Uberlândia

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

#zikazero | CLIQUE AQUI, SAIBA MAIS E PARTICIPE | #zikazero
A sociedade mobilizada para vencer a luta contra o mosquito

Instituto Eu Quero Viver
quinta-feira, 9 dezembro, 2011 1:02 atualizada para correção em domingo, 20 fevereiro, 2011 18:30

Wikileaks, antibióticos e a lei seca

 
 
 
Ilustração
 
   
  O que não pode ser feito às claras, mais atrapalha do que ajuda. Fazer de conta que não está acontecendo nada vai na mesma linha.  
   

Não aprender com os erros passados é o famoso caminho para o fracasso. Fazer de conta que não está acontecendo nada, vai na mesma linha.

Na terceira década do século passado, os Estados Unidos da América decretaram a Lei Seca e só conseguiram aumentar o poder do crime organizado e a produção ilegal e portanto sem controle sanitário ou fiscal da bebida alcoólica.

A proibição da venda de antibióticos sem receita médica, vai na mesma linha de raciocínio. Já há relatos na imprensa de burla à determinação da Saúde Pública. Não é justo ser generalista, mas vai abrir brecha para a venda de receitas, a falsificação de receitas e preços superfaturados de antibióticos, quiçá a venda de antibióticos falsificados também.

Tirar o WikiLeaks à força da internet, já está provocando reações. Já derrubaram vários sites de empresas que de alguma forma, na interpretação de alguns, estariam fazendo o jogo dos norte-americanos, em prejuízo do WikiLeaks, da "verdade" e de Julian Assange. No dia de hoje, mais de 1300 sites já reproduzem o WikiLeaks em várias partes do mundo e ao que tudo indica, em breve, serão muito mais.

Da mesma forma, a invasão do Complexo do Alemão no Rio de Janeiro, pelas Forças de Segurança, só aconteceu porque durante muito tempo, quem deveria olhar, zelar e promover mudanças, fez de conta que não acontecia nada por ali. Como se fosse possível conceber que gente tem diferença nas suas necessidades básicas.

A política do olho por olho, dente por dente, ainda vigora nas relações humanas com a mesma força do tempo em que foi concebida e mesmo demonstrando claramente em inúmeras situações que só leva à degradação de ambas as partes, continua sendo praticada.

A Era da Informação não deveria ser o campo de batalha, mas o campo de clarificação das idéias e mais do que isso, da sinceridade nas relações. O fim da hipocrisia que é a quintessência da diplomacia ao avesso.

Nada fica mais escondido do que o que está à mostra. O proibido é que desperta atenção e se não for explicado e discutido exaustivamente, vai carregar mais e mais incautos para o buraco. A curiosidade é que mata o gato.

Os preconceitos e seus primos, os dogmas, impedem que se tenha a visão e o entendimento claro de todos os assuntos polêmicos, isso se chama conhecimento, iluminação, discernimento, compreensão.

Talvez a raíz das nossas falhas e dos inúmeros problemas do mundo de hoje, sejam oriundos dos "escondidos" que tantos ainda insistem em manter como se todos fossemos crianças inocentes.

Falso-moralismo, hipocrisia, dissimulação. fanatismo, preguiça, são coisas que não ampliam horizontes, não fortalecem o caráter, não trazem progresso, não colaboram para nada positivo.

A política do "manda quem pode e obedece quem tem juízo", já não funciona e se cada vez que uma verdade vier à tona, usarmos a coerção e a força para impedi-la, ela vai aparecer logo adiante, camuflada e cada vez mais incontrolável, porque nos dias de hoje os canais são muitos e acessíveis.

É melhor pagar mais caro e saber a procedência, do que comprar o falso, nos becos e moitas espalhados pela vida afora. Chega de censura, por favor.

Leia também:
Quo Vadis Wikileaks?

A "guerra" do Rio e nossos 200 anos de atraso

ARTIGOS | OUTROS ARTIGOS DESTE AUTOR

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Considere contribuir com o nosso trabalho!!! Obrigado!!!

Últimas no FarolCom

Veja também

Mapas do Triângulo

Meteorologia

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest