Doe para manter a versão nacional       Assine a edição local de Uberlândia

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

#zikazero | CLIQUE AQUI, SAIBA MAIS E PARTICIPE | #zikazero
A sociedade mobilizada para vencer a luta contra o mosquito

Instituto Eu Quero Viver
domingo, 21 outubro, 2012 13:57

Sobradinho no centro das discussões

Clayton França Carili
Estruturas abaladas, partes desmoronadas, infiltrações, implicam no escoramento imediato e projeto de restauração e uso

Sobradinho ganha uma esperança, mas uma esperança que necessita de atitudes tanto do Poder Público quanto da sociedade. De qualquer forma o "imbroglio" jurídico começou a se desmanchar, mas muita coisa precisa ser feita para tirar esse exemplar icônico do nosso desenvolvimento da UTI e transformá-la em monumento da nossa história.

Nesta sequência de textos, o foco é a preservação do Patrimônio Histórico na nossa região, tarefa nada amena, considerando a voracidade pujante de progresso que o capitalismo imprime, sem levar em consideração a história e a trajetória dos lugares.

É que o capital vem de fora, enchendo os olhos daqueles que possuem bens imóveis. Sobradinho é a única estação ferroviária que restou do início do nosso processo de desenvolvimento. Por isso está no centro das discussões.

Vamos ao ponto então. Há alguns meses iniciamos uma discussão no Facebook, por conta da demolição de uma casa no centro que tinha quase a mesma idade da cidade e dentro dessa discussão, dois amigos levantaram a questão da Estação Sobradinho, último espécime do período de expansão ferroviária, que significou a diferença entre Uberlândia ser o que é hoje e o que poderia ter sido, não fosse a teimosia literal do Coronel José Teophilo Carneiro em inserir a cidade no mapa do Brasil.

Havia uma série de dúvidas com relação às titularidades dos bens, que foram dissipadas a partir de toda essa movimentação. Nós questionamos jornalisticamente o IPHAN, nosso amigo Glaucio Chaves entrou com um pedido no Ministério Público e isso provocou a famosa revirada de papéis para responder às questões formuladas, enfim uma cutucada num vespeiro adormecido ajudou a revitalizar a questão.

Primeiras conclusões
Pedido de pesquisa junto ao Escritório de Inventariança da extinta RFFSA retornou a informação que o terreno pertence ao atual dono da fazenda onde a estação está localizada e que os prédios são de propriedade da União. A praxe era utilizar o terreno cedido pelo proprietário e passar por ele os trilhos e construir as instalações. Cessado o uso, o chão retorna ao proprietário original, mas o prédio é repassado à União.

Com base nisso, no dia 11 de setembro de 2012, foi publicado no Diário Oficial do Município a Justificativa de Dispensa de Licitação para contratar o arquiteto Clayton França Carili para elaboração de relatório técnico e fotográfico do atual estado da Estação Sobradinho e demais providências técnico-legais inerentes ao serviço. Diário Oficial do Município nº 3989 de terça-feira, 11 de setembro de 2012 página 14.

Munida do laudo e de outros documentos referentes à situação legal do conjunto, a Prefeitura de Uberlândia, através da Secretaria de Cultura, notificou a Secretaria de Patrimônio da União, relatando o iminente risco de desabamento do bem. Notificou também o Escritório de Inventariança da RFFSA e o proprietário da fazenda, tratando também da emergencialidade das obras.

A partir dessas medidas, o município de Uberlândia, iniciou a pesquisa para contratação também em caráter emergencial de construtora especializada para a realização do trabalho de escoramento e outras intervenções necessárias para assegurar a integridade do bem.

É possível, que ainda possa ser feito em 2012, mas depende de conseguir a contratação da empresa que tenha experiência com esse tipo de intervenção.

O que você diz depois de dizer olá?
Apenas fazendo uma pequena analogia ao livro de Eric Berne, feitos os primeiros trabalhos de escora para assegurar a integridade do bem, resta discutir a utilidade do bem e seu uso, o custo disso, porque um Patrimônio Histórico restaurado não pode mais ser abandonado e precisa de uma finalidade útil para não degradar novamente.

Aí entramos nós, sociedade civil, para buscarmos em conjunto, soluções viáveis, parceiros e formas de manutenção permanente desse símbolo do início e da razão de ser do nosso progresso.

É preciso resguardar o direito do proprietário da terra, seja comprando, seja alugando, seja compartilhando possíveis rendas auferidas.

A edificação está localizada na área rural da cidade, dentro de uma propriedade particular e sem via de acesso moderna, que inspire os demais cidadãos a conhecê-la e frequentá-la.

Quantos de nós vão juntar forças para encontrar soluções amplas para a futura utilização. O escoramento é só um passo.

No mapa abaixo uma visão tirada do Google Earth mostra a localização. Em números, está a mais ou menos 12 quilômetros da praça Tubal Vilela, 5.6 quilômetros da estrada Neusa Rezende, 2,2 quilômetro da BR 050 e na menor distância ao norte a 600 metros do traçado atual da ferrovia. O alvo em amarelo é a localização de Sobradinho. A linha em vermelho é o traçado atual da ferrovia e a linha em azul a BR 050. O alinhamento do mapa é norte. Clique na imagem para um tamanho maior

Ou seja, precisa de um projeto arquitetônico, cultural e histórico para cumprir bem sua finalidade. Os custos estimados de restauração e a preservação do entorno legal, cerca de 300 metros para todos os lados, não deve ficar por menos de R$ 1.200.000,00, segundo informações que levantei junto a arquitetos e historiadores amigos.

Primeiro passo
Com o desembaraçamento legal encaminhado, em breve espera-se que a estrutura da Estação Sobradinho seja mantida de pé.

Segundo passo
Vamos propôr uma discussão coletiva para encontrarmos uma solução que satisfaça a todos. Podemos fazer essa discussão aqui mesmo usando o plugin de comentários e vamos em frente.

 

Leia o que já publicamos sobre Patrimônio & História

ARTIGOS | OUTROS ARTIGOS DESTE AUTOR

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Considere contribuir com o nosso trabalho!!! Obrigado!!!

Últimas no FarolCom

Veja também

Mapas do Triângulo

Meteorologia

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest