Doe para manter a versão nacional       Assine a edição local de Uberlândia

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

#zikazero | CLIQUE AQUI, SAIBA MAIS E PARTICIPE | #zikazero
A sociedade mobilizada para vencer a luta contra o mosquito

Instituto Eu Quero Viver
terça-feira, 29 setembro, 2015 - 11h59

Água em Marte e gelo solar na Amazônia

No meio de uma grande crise de gestão hídrica no Sudeste brasileiro e de incertezas climáticas, os paradoxos cada vez mais evidentes e o homem descobrindo uma dimensão impensável do que Zygmunt Bauman chama de "mundo líquido"

Os anos 2000, de uma forma impensável na década anterior, vão demolindo as certezas que até ali o humano em geral tinha sobre si próprio e o mundo ao seu redor.

Talvez no futuro, esse período da nossa história seja lembrado como o tempo das demolições. Paradigmas superados, verdades modificadas e um mundo completamente diferente que qualquer futurólogo pudesse prever.

A tecnologia transforma numa velocidade que a maioria das pessoas não assimila. Onde iremos chegar? - Essa pergunta não tem mais resposta.

ilustração do autor
Do vapor à nuvem | ilustração do autor
Do vapor à nuvem

Na noite de ontem (28) a Nasa divulgou ao mundo que há evidências de água em estado líquido no vizinho planeta Marte, o que aparentemente não faz a menor diferença para uma parcela significativa da humanidade que sequer conheceu a luz elétrica.

No entanto abre uma janela para que os descendentes pulem diretamente da escuridão para o espaço. Como? - Não há resposta.

O fato é que praticamente tudo o que foi pensado e vivido do século 20 para trás, cai rapidamente na obsolescência seja na forma, como no conteúdo.

Um cientista em busca do entendimento da própria gênese

Lujendra Ojha, durante sua graduação em 2011 na Universidade do Arizona (EUA) publicou uma pesquisa sugerindo que as manchas escuras em declives marcianos poderiam ser causadas por cursos de água salgada, que correriam durante o verão no planeta. Em 2015 a NASA, considerou que a teoria do jovem estudante trazia evidências fortes de que era isso mesmo. Lujendra à época com 21 anos e num paralelo simplista, vai provocar uma revolução na Ciência nos mesmos moldes que Sergey Brin e Larry Page, fundadores do Google, promoveram na informação e na organização do mundo.

Na sua página pessoal está escrito algo como: "Meu principal interesse de pesquisa é compreender a evolução dos terrenos dos planetas. Minha paixão presente é estudar as características geológicas em corpos planetários através do sistema solar. Tenho trabalhado em Terra, Marte, Lua, asteroides, cometas e também classificado vários meteoritos. Entendo que sou uma mente e corpo composto de poeira de estrelas. Não estou fazendo ciência, estou apenas tentando entender minha gênese e compartilhar esse conhecimento."

A revolução do gelo na floresta amazônica

No meio da floresta amazônica, uma comunidade comemora a chegada de uma máquina de fabricar gelo, movida a energia solar. Considerando que o gelo era mercadoria cara, obtida nos barcos que atendem a região e que durava poucos dias, é uma mudança sem precedentes nos hábitos e nas condições de trabalho.

O Instituto Mamirauá que desenvolve diversos projetos de capacitação e cidadania nas comunidades da floresta destaca que das 286 comunidades abrangidas, 133 ainda vivem na escuridão, ou seja, atividades só durante o dia.

Outras ainda, possuem geradores movidos a óleo diesel, única forma de obter energia elétrica durante algumas horas do dia. Na comunidade Vila Nova do Amanã a revolução é a produção diária de 30 quilos de gelo.

O mapeamento do Genoma

Até o ano 2000 os neurônios morriam e não se reproduziam. O mapeamento do genoma, provou que não só se reproduziam, mas com um padrão diferente do restante do sistema celular com as devidas consequências na medicina.

Outro conceito que foi por terra, o das raças, mostrou que há mais similaridade genética entre um ariano, um africano e um asiático do que na própria linhagem individual.

Em dezembro de 2002, uma equipe de sete pesquisadores dos Estados Unidos, França e Rússia comparou 377 partes do DNA de 1056 pessoas de 52 populações de todos os continentes. O placar final: entre 93% e 95% da diferença genética entre os humanos é encontrada nos indivíduos de um mesmo grupo e a diversidade entre as populações é responsável por 3% a 5%.

Com isso a baboseira da superioridade racial, cabe apenas nas cabeças estreitas e obsoletas de gente ignorante.

A seca no Cantareira

São Paulo, expoente da crise hídrica que afeta o Sudeste brasileiro, por causa do tamanho, população e importância econômica, experimenta de modo desagradável o paradoxo das chuvas que se perdem sobre o asfalto em direção a rios poluídos e a necessidade de que se chova localizadamente no seu maior reservatório, o Cantareira. Todos os envolvidos nessa questão, imaginaram que isso nunca fosse acontecer, acreditando no "ciclo recorrente" da Natureza. Erraram. A fórmula desmatamento, impermeabilização e concentração demográfica demonstram claramente o que resulta.

Mundo líquido

"Para ser feliz há dois valores essenciais que são absolutamente indispensáveis um é segurança e o outro é liberdade. Você não consegue ser feliz e ter uma vida digna na ausência de um deles. Segurança sem liberdade é escravidão. Liberdade sem segurança é um completo caos. Você precisa dos dois. Cada vez que você tem mais segurança, você entrega um pouco da sua liberdade. Cada vez que você tem mais liberdade, você entrega parte da segurança. Então, você ganha algo e você perde algo", afirma Zygmunt Bauman, filósofo.

O que no século passado se resolvia do mesmo jeito, já não encontra ressonância nesses adoráveis anos 2000. A fórmula agora é líquida, impossível de durar mais do que sua própria essência e o ser que sobrevive e se destaca é aquele que percebe que fluindo ele percebe mais de si mesmo e sua interdependência com o universo ao seu redor.

Verdades absolutas são cada vez mais relativas, o mundo dos nossos avós, dos nossos pais e em muitos casos o nosso próprio, já não funciona mais.

Do vapor à nuvem

A Revolução Industrial mecanizou o mundo artesanal num ponto entre 1760 até 1840 e daí até a década de 60. Duzentos anos. A Era da Informação ou Tecnológica, ganha força depois da Segunda Guerra e a partir dos anos 80 dá saltos quânticos. De 60 para cá são 55 anos e já dá sinais de esgotamento.

Os dois modelos ainda convivem, mas não se sustentam. É necessário um catalisador que leve à Era da Transformação e da Compreensão. De modo que o melhor desses dois mundos ofereça a quintessência da vida na Terra.

Estamos entupidos de informação e artefatos e é necessário torná-los a ferramenta da Transformação e do Crescimento Pessoal. Uma levou 200 anos, a outra 55 e de agora para frente, a relação espaço-tempo não poderá mais ser contada de um modo Cartesiano. A mutação é constante e o limite é o infinito.

Os neurônios se reproduzem, tem água em Marte e gelo produzido com energia solar na Amazônia.

Do Vapor à Nuvem muita coisa mudou. Vamos!!!

ARTIGOS | OUTROS ARTIGOS DESTE AUTOR

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Considere contribuir com o nosso trabalho!!! Obrigado!!!

Últimas no FarolCom

Veja também

Mapas do Triângulo

Meteorologia

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest