Doe para manter a versão nacional       Assine a edição local de Uberlândia
 

POLÍTICAS DO PORTAL

Conheça UberlândiaDropZ

 
 

Nós | Notícias | Cadernos | Contribua | Blogs

 
quarta-feira, 19 outubro, 2016 - 12h22 | AUTOS

Uma viagem de aventura com o Land Rover Evoque brasileiro

Land Rover homenageia diversidade cultural e paisagística brasileira com uma expedição ao interior de MG e RJ. Itatiaia, Brumadinho e Sete Lagoas integram o roteiro de viagem

Simone Mateos | Ketchum

Felipe Gombossy e o Range Rover Evoque número 1 saem da fábrica da Jaguar Land Rover e percorrem 600 km até MG | Divulgação
Felipe Gombossy e o Range Rover Evoque número 1 saem da fábrica da Jaguar Land Rover e percorrem 600 km até MG | Divulgação

O primeiro exemplar do Land Rover Evoque confeccionado no Brasil começou ontem uma viagem de aventura que partiu de Itatiaia (RJ) - onde a empresa inaugurou em junho sua primeira fábrica fora do Reino Unido – e deverá percorrer 600 quilômetros até chegar em Sete Lagoas, Minas Gerais.

A expedição é uma homenagem da Land Rover à garra, determinação, confiança e espírito de aventura do brasileiro, que tanto combinam com o DNA da marca.

A viagem, que irá explorar paisagens e personagens marcantes e pouco conhecidos da região, pode ser acompanhada em tempo real por meio dos canais da Land Rover nas redes sociais.

Percorrendo um trajeto cuidadosamente escolhido, a expedição é comandada por um personagem selecionado com o mesmo cuidado: o fotógrafo e cozinheiro Felipe Gombossy, exemplo da miscigenação brasileira: descendente de húngaros e nordestinos, nasceu em São Paulo e viveu em Belo Horizonte. A viagem inclui o Parque Nacional de Itatiaia/RJ, o Maciço de Itatiaia onde Felipe visitará o atelier de pintura de Tatiana Clauzet, as cadeias de montanhas da Serra Fina, com sua estrada com trechos acima das nuvens, a trilha do Maciço das Prateleiras, de onde de avista o Vale do Paraíba.

Em Minas, Gombossy começará a viagem por Itatiaia, um dos mais antigos e autênticos vilarejos mineiros e dos que mais ouro produziram no século XVI. Nessa cidade cercada por montanhas, próxima de Ouro Preto, ele visitará os grafismos que artistas de Belo Horizonte espalharam pela cidade em 2014. Na sequência, a expedição parte para Brumadinho onde Gombossy encontrará um ex-quilombola, e em Sete Lagoas, Criolo, primo de Guimarães Rosa e o último integrante vivo da viagem que inspirou o romance Grandes Sertões Veredas.

De Itatiaia a Sete Lagoas

Nesta jornada do programa “Filhos deste Solo”, o Range Rover Evoque número 1 sai da fábrica da Jaguar Land Rover e percorre 600 km até MG

· Parque Nacional de Itatiaia (RJ) prova que além de ser tomado por uma rica natureza, também tem entre seus moradores artistas com trabalhos inspiradores

· Itatiaia de Minas Gerais mostra um vilarejo onde o grafite de rua é fortemente preservado, fazendo um paralelo à ação de grafite de Itatiaia (RJ) que a Jaguar Land Rover fez na Casa de Cultura da cidade

· Brumadinho engloba o 2º maior ponto turístico mais visitado do Brasil: Instituto Inhotim

· Sete Lagoas, última parada da jornada, guarda o último integrante da expedição que culminou no livro “Grande Sertão Veredas”, de Guimarães Rosa

Filhos deste solo

A equipe de filmagens da Land Rover grava a jornada para o programa “Filhos deste Solo” — que estreia em novembro no Canal OFF — partindo da sua fábrica. O episódio narrará a jornada do Range Rover Evoque número 1 saindo de Itatiaia/RJ com destino final a cidade de Sete Lagoas (MG). O trecho é praticamente um ode à tríplice divisa (MG, RJ e SP) em que a fábrica da Jaguar Land Rover se encontra.

Quem conduzirá este trajeto de 600 quilômetros é Felipe Gombossy, fotógrafo e cozinheiro. Ele vem de uma mistura criativa de “temperos”: de origem húngara com uma pitada do Nordeste, ele nasceu no sul do Brasil, cresceu em São Paulo e morou, também, em Belo Horizonte. As memórias afetivas inspiram seu trabalho como fotógrafo e alimentam sua paixão pela cozinha. A jornada será a base de pesquisa para o novo projeto de Felipe em sua galeria em São Paulo: uma instalação cujo tema será texturas e sabores de Minas.

A primeira parada é o Parque Nacional de Itatiaia, no Maciço de Itatiaia, Serra da Mantiqueira, onde Gombossy vai conhecer o ateliê de Tatiana Clauzet. A artista, após um período na Austrália, começou a pintar a natureza como sua inspiração. No dia seguinte, ele dirige até as cadeias de montanhas da Serra Fina, onde é possível ver que a estrada passa por trechos “acima das nuvens”. Além disso, conhecerá o Maciço das Prateleiras, uma das mais bonitas trilhas de montanhas do País; o cume do pico das Prateleiras tem 2.539 metros de altitude e exige preparo físico, pois apresenta trechos em que é preciso utilizar técnicas e material de escalada com alto grau de dificuldade. São estreitas passagens e desafiadoras fendas, como a chamada “Pulo do Gato”. A vista é deslumbrante: vê-se o Vale do Paraíba, a parte baixa do Itatiaia, a Serra do Mar ao longe.

Na sequência, Felipe pega a estrada em direção a Itatiaia de Minas Gerais, um dos mais antigos e autênticos vilarejo mineiro. Cercada por montanhas, a cidadezinha foi cenário de exploração e onde mais se produziu ouro, no século de XVI. Em 2014, artistas de Belo Horizonte criaram intervenções urbanas – grafismos – com o intuito de promover a cidade. Os moradores gostaram tanto que preservam a arte feita.

Na parada para o almoço, o viajante terá carne de lata e feijão tropeiro, comidas típicas, e ainda a presença de Paula Bastos Guimaraes de Faria que vai preparar uma sobremesa especial, a famosa banana do sufoco. A delícia leva este nome pois surgiu exatamente nesta situação inesperada – a casa teve que improvisar o prato um certo dia, onde não havia mais sobremesas para servir. Criou histórias, boas risadas e virou um sucesso.

Em Brumadinho a jornada encontra Edimar Silva, morador da região que nasceu no Quilombo do Sapé, um lugar de solo árido. Ao enxergar beleza nos galhos e plantas secas, ele começou a criar arranjos naturais. Aproximou-se do Instituto Inhotim por meio de um programa voltado para a integração da comunidade local e, desde então, passou a trabalhar como jardineiro no local. Hoje, Edimar é o florista responsável pelo jardim e pelo Viveiro, onde perpetua as mais de quatro mil espécies.

Em um passeio pelos jardins, Edimar apresenta inusitadas plantas com “sabor”, como a Buritirama – de onde se extrai um suco semelhante ao do Buriti –, a Macaúba que dá frutos deliciosos, e uma samambaia gigante cujo caule pode servir como alimento. A caminhada segue por entre espécies do mundo todo: plantas carnívoras, medicinais, aromáticas, aquáticas, e uma diversidade espetacular como a excêntrica flor-cadáver.

O último local a ser visitado é Sete Lagoas, onde vai acontecer o encontro com Francisco Guimarães Moreira Filho, conhecido como Criolo (apelido devido a sua pele muito branca). Aos 17 anos o jovem mal sabia que estava fazendo parte de uma travessia que entraria para a história do país. Com ele estava o diplomata, médico e escritor Guimarães Rosa, primo de seu pai, Chico. A experiência dos 10 dias e cerca de 240 km percorridos, tocando uma boiada até a fazenda São Francisco, resultou na célebre obra prima “Grande Sertão: Veredas”, de Guimarães Rosa. Atualmente, Criolo é o último remanescente dessa expedição. O passeio vai até o ponto de chegada da tropa, a fazenda em Araçaí, e finalizado com uma deliciosa “galinhada”, preparada por Jucelma, filha de Criolo. “Apesar da escalada no Pico das Prateleiras, subir em uma boiada, foi a maior adrenalina da viagem”, revela Felipe.

Sobre o programa “Filhos deste solo”

A jornada “Filhos deste solo”, que leva o mesmo nome do programa de TV que será veiculado no Canal OFF em novembro de 2016, contempla quatro expedições com as primeiras unidades de seus veículos nacionais – Range Rover Evoque e Discovery Sport. O objetivo é mostrar a grande diversidade, não apenas de paisagens, praias e montanhas, mas principalmente de povos e culturas que existem no Brasil. A ideia é mostrar os primeiros modelos que saíram da fábrica da Jaguar Land Rover em Itatiaia, mais do que serem feitos no Brasil, são produzidos por brasileiros, e para brasileiros. Criação e produção da Bossa Nova Films, com direção de Georgia Guerra-Peixe e Fábio Meirelles.

Sobre a Jaguar Land Rover

A Jaguar Land Rover é a maior fabricante de automóveis do Reino Unido. A empresa possui duas marcas ícones da indústria automotiva britânica: Jaguar, com veículos esportivos de alta performance, e Land Rover, referência mundial em veículos utilitários esportivos (SUV) premium. Controlada pelo grupo indiano Tata Motors, a companhia conta com mais de 37 mil colaboradores em todo o mundo e comercializa seus produtos em mais de 180 países. Possui hoje quatro unidades fabris no Reino Unido, uma na China, uma unidade de montagem local na Índia, uma no Brasil (Itatiaia/RJ) e uma em construção na Eslováquia. Presente há mais de 25 anos no Brasil, a Jaguar Land Rover conta com 35 concessionários no país.

Nas redes sociais

Facebook:

www.facebook.com/jaguarbrasiloficial www.facebook.com/landroverbr

Instagram: @landroverbr e @jaguarbrasil

Twitter: @landrover_br

Snapchat: @landroverbr

Leia outras Notícias

 
 

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.