Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

#zikazero | CLIQUE AQUI, SAIBA MAIS E PARTICIPE | #zikazero
A sociedade mobilizada para vencer a luta contra o mosquito

Instituto Eu Quero Viver
sexta-feira, 24 agosto, 2012 12:45

Educação para as Águas apresenta resultados no Triângulo

Sectes/Divulgação
Professora Lilia Filho Franco, acompanhada dos alunos da Escola Professor Bandeira, apresenta o projeto durante curso realizado no Unesco-HidroEX

Projeto Educação para as Águas começa a apresentar resultados no Triângulo. Escola Estadual Professor Bandeira, de Frutal, já coloca em prática lições como economia de água e energia elétrica e redução do lixo

A sociedade mineira começa a colher os primeiros frutos do projeto “Educação para as Águas”, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, por meio do Unesco-Hidroex. O projeto foi iniciado em 2011 para capacitar professores da rede pública, deixando-os aptos a inserir conteúdos ambientais em toda a rotina escolar. Bons exemplos já são encontrados no Triângulo Mineiro.

Na Escola Estadual Professor Bandeira, em Frutal, no Triângulo Mineiro, os ensinamentos vêm sendo colocados em prática com a Agenda 21. O programa – que é o plano de sustentabilidade do colégio - é dividido em cinco ações: reduções do lixo, do uso da água, da energia elétrica e da biodiversidade. Há também a produção de alimentos na própria escola.

A ideia partiu da professora de Ciências, Lilia Aparecida Filho Franco, que participou do curso de Educação para as Águas no início deste ano. “Assim que terminei o curso, procurei a minha diretora e recebi total apoio para elaboração do projeto, dentro da realidade da nossa escola. Para sua implantação, todos os professores participaram”, contou a educadora, que já vê resultados práticos.

Segundo a diretora Regina Maura Macedo Oliveira, nada passa despercebido pelos alunos. “Se uma torneira começa a pingar, não faltam estudantes na porta da secretaria, cobrando para que o problema seja resolvido de imediato”, contou a diretora. Segundo ela, o mesmo acontece com o lixo. “Hoje não temos mais nada jogado pelo pátio. Tudo é separado e colocado na devida lixeira. O estudante que não faz isso é criticado pelos colegas”, observa.

A diretora lembra que até mesmo as serviçais são vigiadas pelos alunos e, se estão gastando muita água na limpeza da escola, logo são questionadas. Na comunidade escolar, também não faltam ideias que contribuem para a redução de gastos com energia elétrica e água. “Foi sugestão dos próprios alunos que colocássemos tapetes nas portas dos banheiros para que eles permanecessem limpos por mais tempo, economizando água da limpeza diária”.

Lilia Franco está surpresa com o envolvimento dos alunos, inclusive com a iniciativa de solicitar à Secretaria de Estado de Educação, cópias das contas de água e energia elétrica da escola, para que eles possam acompanhar a redução dos valores, bem como a quantidade consumida. “Nosso projeto está dando tão certo, que queremos expandir para o bairro e quem sabe futuramente para toda a cidade”, disse a professora, que já tem sonhos de incrementar ainda mais a Agenda 21 do colégio. “Queremos desenvolver um projeto para reaproveitar a água da chuva para irrigar a horta e o pomar da escola”.

Para o coordenador técnico do projeto Educação para as Águas do Unesco-HidroEX, Romes José Lopes, nada mais gratificante do que ver na prática um resultado como este. “Esta é a nossa meta, que os educadores vivenciem com seus alunos conceitos que os instruam nas tomadas de decisões coerentes e necessárias à proteção e gestão dos recursos hídricos”.

O projeto Educação para as Águas – Numa Perspectiva Interdisciplinar já capacitou professores de Frutal e Uberaba. Até 2014, a proposta é abranger todas as escolas públicas do estado. Ao todo, quatro milhões de alunos estarão envolvidos no projeto. O projeto tem também a parceria da Secretaria de Estado de Educação.

via William Santos | Comunicação/Sectes com Agência Minas

Veja o que já publicamos sobre o assunto

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

Mapas do Triângulo

Meteorologia

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest