Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

#zikazero | CLIQUE AQUI, SAIBA MAIS E PARTICIPE | #zikazero
A sociedade mobilizada para vencer a luta contra o mosquito

Instituto Eu Quero Viver
terça-feira, 2 outubro, 2012 22:28

Anastasia inaugura nova fábrica da Helibras em Itajubá

Gil Leonardi / Imprensa MG
Planta industrial se prepara para desenvolver helicóptero 100% nacional

O governador Antonio Anastasia participou, nesta terça-feira (2/10), em Itajubá, no Sul de Minas, da cerimônia oficial de inauguração da nova fábrica da Helibras, um investimento de R$ 420 milhões, com geração de mais de 400 empregos diretos.

A expansão possibilitará à Helibras por em prática o plano de lançar um helicóptero 100% nacional até 2020, se transformando na “Embraer de asas rotativas”. Graças ao acordo firmado em 2008 entre a empresa, o Governo de Minas e o Ministério da Defesa, a empresa produzirá 50 helicópteros militares EC725, que servirão às Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica).

O contrato com o Governo Federal, no valor de 1,9 bilhão de euros (R$ 5 bilhões), já está em execução e prevê que 50% dos componentes tenham conteúdo nacional, com a transferência tecnológica. Segundo a empresa, a versão civil do EC725, chamada de EC225, utilizado principalmente pelo setor de petróleo, e o AS350 Esquilo, o único helicóptero produzido no país até a chegada da nova planta, também serão fabricados em Itajubá. Com o projeto, a região também atrairá fornecedores de componentes para a fabricação das aeronaves. Quatorze já assinaram contrato com a Helibras.

Empregos de qualidade
O governador Anastasia afirmou que a inauguração da nova fábrica da Helibras é um fato histórico que precisa ser celebrado por todos os mineiros e brasileiros, porque significa o desenvolvimento de um setor de alta demanda tecnológica e a geração de empregos.

“Esta inauguração é muito importante para Minas Gerais e o Brasil. Estamos fazendo aqui helicópteros para as Forças Armadas e para a aviação civil. Isto significa agregação de valor, desenvolvimento e, fundamentalmente, a geração de empregos de qualidade para os mineiros. Num futuro próximo, teremos, aqui em Itajubá, a fabricação completa do helicóptero, desde seu projeto e concepção até a execução física, o que é muito positivo em uma indústria de altíssimo valor tecnológico, como o setor aeronáutico”, disse o governador.
Com os investimentos a Helibras passou de 260 funcionários, em 2008, para 710, em 2012. Apenas o quadro de pessoal do setor de engenharia passou de nove para 70 engenheiros. A expectativa é de que, em 2015, o número de empregos chegue a mil.

A Helibras é a única fábrica de helicópteros da América Latina. O Governo de Minas, através da MGI Participações, detém 16,04% das ações. Os outros sócios da empresa são os grupos Eurocopter (majoritário) e Bueninvest.

Aeroporto de Itajubá

Antonio Anastasia anunciou, durante o pronunciamento, que o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), irá lançar, no próximo ano, a licitação para a construção do aeroporto de Itajubá, um investimento de cerca de R$ 100 milhões, dentro do Programa Aeroportuário de Minas Gerais (ProAero), que recebeu R$ 266 milhões do Governo de Minas, desde 2003.

“O projeto (de engenharia) já está pronto. Pretendemos fazer a licitação da obra no início do ano que vem. Apesar de uma obra complexa, espero concluir e inaugurar o aeroporto até o fim de 2014. Este grande investimento servirá a Itajubá e a região, que com a expansão da Helibras e com a vinda de outras empresas, terá um grande impulso em seu desenvolvimento”, disse.

Certificação Internacional
O presidente da Eurocopter, Lutz Bertling, disse em seu discurso que o Centro de Engenharia da Helibras em Itajubá recebeu recentemente certificado de nível 1, pela Eurocopter, o que elevou a empresa ao quarto pilar de engenharia do grupo, juntamente com a França, a Alemanha e a Espanha.
“Com a expansão e a capacitação da Helibras, estamos prontos para iniciar entendimentos com as mais altas autoridades brasileiras para avaliarmos as possibilidades para o futuro desenvolvimento e construção de um helicóptero brasileiro”, disse o CEO da Eurocopter.

Transferência de tecnologia
A expansão transformará Itajubá em novo polo aeronáutico do país. O contrato com as Forças Armadas prevê a transferência de tecnologia para empresas e profissionais em atividade no país, com no mínimo 50% de conteúdo nacional embarcado.

Na prática, essa transferência de tecnologia já começou. No início da produção das aeronaves EC725, ainda na sede da Eurocopter, em Marignane (França, um grupo de mecânicos e de militares acompanhou todo o processo de produção das primeiras unidades, entregues em dezembro de 2010.

Cerca de 40 técnicos franceses estiveram no Brasil para acompanhar a transferência de conhecimento. A Helibras também enviou 100 funcionários para adquirir experiência com o processo “on the job training”, no qual o funcionário participa de todas as etapas de produção. Este processo de transferência de tecnologia vai permitir que a empresa, até 2020, adquira o know-how necessário para conceber, projetar e produzir um helicóptero no Brasil.

Fornecedores
Além dos necessários treinamentos, a fabricação de partes, peças e o desenvolvimento de sistemas também serão dominados por fabricantes instalados no país. Até o momento, a Helibras contratou 14 empresas para fornecimento de produtos e serviços, destinados à fabricação das aeronaves, mas que, na prática, poderão ser produzidos também para outras unidades do grupo Eurocopter, na condição de fornecedores mundiais, e também para outras empresas do setor. Durante a solenidade, foram assinados dois contratos para o fornecimento de blindagem e para o desenvolvimento de sistema para o EC725.

Também participam da inauguração da nova fábrica da Helibras o governador da Bahia, Jacques Wagner, os ministros Celso Amorim, da Defesa, e Fernando Pimentel, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, o presidente da Eurocopter, Lutz Bertling, o presidente da Helibras, Eduardo Marson Ferreira, o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, General José Carlos de Nardi, os secretários de Estado Bilac Pinto (Desenvolvimento Regional e Política Urbana ) e Narcio Rodrigues (Ciência, Tecnologia e Ensino Superior), além de empresários, políticos e funcionários da empresa.

Gil Leonardi / Imprensa MG

via Agência Minas

Veja o que já publicamos sobre o assunto

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

Mapas do Triângulo

Meteorologia

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest