Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Agro | Negócios & Economia

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
segunda-feira, 3 novembro, 2008 10:13

Projetos da Fazu contribuem para redução de metano na atmosfera

   
Fazu / divulgação

Recentemente Uberaba recebeu a visita de uma comitiva da Petrobras para tratar de assuntos referentes à elaboração de projetos que possam ser submetidos a esta empresa estatal brasileira, por meio da Prefeitura Municipal.

A Fazu apresentou dois projetos desenvolvidos pelos professores pesquisadores Alexandre Lúcio Bizinoto, Renata Serafim, Enildo Alves Bernardes e José Roberto Delalibera Finzer.

Um dos projetos trata da produção de biofertilizante proveniente do tratamento de vinhaça no processo de destilação de álcool etílico. Segundo Finzer, a vinhaça é produzida numa proporção de 13 litros para cada 1 litro de álcool destilado, representando assim, cerca de 60%, em peso, de todos os resíduos produzidos em uma usina.

Ele explica que “uma alternativa de tratamento e utilização agroindustrial da vinhaça consiste na precipitação dos sólidos, seguido de decantação e secagem da torta decantada, constituindo após a secagem num fertilizante, o que fecha um ciclo no tratamento de resíduos do setor sucroalcooleiro”. O pesquisador diz que esse processo evita que ocorra fermentação do resíduo que é muito usado na fertirrigação com geração de gases prejudiciais ao meio ambiente.

O outro projeto apresentado pelos pesquisadores da Fazu refere-se à produção de biogás a partir dos dejetos da bovinocultura leiteira e utilização na geração de energia elétrica.

No meio rural existem possibilidades de aproveitamento energético dos resíduos agropecuários, principalmente por meio do processo de digestão anaeróbia de dejetos com fins energéticos e ambientais, produzindo biogás, biofertilizante e reduzindo a matéria orgânica poluente. O metano proveniente da fermentação de dejetos, por exemplo, da bovinocultura é 23 vezes mais influente no aquecimento global do que o gás carbônico e assim a digestão anaeróbia, com o aproveitamento do biogás, evita que esse poluente seja lançado na atmosfera.

De acordo com o pesquisador Bizinoto, “nesse sentido é importante o papel das forragens em ambientes tropicais, pois o clima, normalmente favorável ao rápido desenvolvimento vegetal, associado ao manejo adequado das pastagens e ao plantio de forrageiras para consumo no inverno, muito contribuem para o seqüestro do carbono lançado na atmosfera”.

Para o pesquisador, vale também ressaltar a importância da adoção de aditivos na alimentação dos ruminantes que maximizam o aproveitamento dos nutrientes e reduzem a liberação dos gases para o meio ambiente. “Todavia há a necessidade da sensibilização dos produtores quanto à gestão zootécnica adequada das fazendas, pois atividades pecuárias mal planejadas favorecem a degradação das pastagens, limitando o crescimento das plantas e o balanço negativo do carbono”, acrescenta.

No dia 6 de outubro de 2008, o jornal inglês, The Independent, publicou a matéria “Ground-level ozone pollution to increase”. Ela indica que a concentração de ozônio ao nível do solo está causando centenas de mortes por ano no Reino Unido e alterações climáticas poderiam piorar a situação, conforme relatório da Royal Society. Os projetos da Fazu que serão submetidos à Petrobras contribuem para a redução do metano na atmosfera e consequentemente na diminuição da concentração de ozônio na troposfera.

Isabela Avelar | FAZU

Leia mais sobre esse assunto no Caderno Energia

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest