Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Agro | Negócios & Economia

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
quinta-feira, 27 novembro, 2008 16:14

Girolando comemora linha de crédito para a pecuária leiteira

 
 
 
arquivo
 
   
     
     

A meta segundo José Donato Dias, presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando é retirar cerca de um bilhão de litros de leite do mercado, através de produção e estocagem de leite em pó. O governo está liberando R$ 15 milhões, mas espera que as indústrias paguem, aos produtores, valor acima do mínimo atual

Responsável por delegação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, pela coordenação nacional do programa de formação da raça, a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando comemora a publicação, no Diário Oficial da União, nesta quinta-feira, dia 27, da medida aprovada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), liberando uma linha de crédito especial de R$ 15 milhões para a pecuária leiteira.

Recursos são destinados às cooperativas/indústrias que se dispuserem a comprar o leite do produtor – pagando valor acima do mínimo atual -, produzir e estocar leite em pó. “A proposta dos produtores é de que pelo menos um bilhão de litros de leite seja retirado do mercado, através deste processo”, já havia antecipado o presidente da Girolando, José Donato Dias.

A reivindicação tinha sido reforçada no dia anterior, durante reunião da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em Brasília, DF. Baseado no que foi discutido no encontro, o presidente da Girolando revelou que a proposta das lideranças do setor é de se retirar o leite do mercado ao longo do período de novembro de 2008 a abril de 2009.

A linha de crédito especial de R$ 15 milhões pretende justamente apoiar esta proposta, garantindo o preço mínimo e estimulando a estocagem do produto. Medida já é um incentivo para os produtores de leite, mas a Girolando – cuja raça representa cerca de 80% de toda a produção nacional, espera que novos incentivos aconteçam ainda a curto prazo.

Adesão à linha de crédito pode ser feita até 30 de junho de 2008. Com isso, o governo quer financiar a compra, produção e estocagem do leite em pó, por cooperativas/indústrias que pagarem aos produtores um valor acima de R$ 0,47 o litro nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste, R$ 0,45 em Mato Grosso do Sul e Goiás e R$ 0,41 na região Norte e no Estado do Mato Grosso.

HISTÓRICO - Reunião promovida pela Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA, dia 26 de novembro, reforçou a mobilização dos pecuaristas na busca de alternativas para o enfrentamento da crise financeira internacional.

Entre as propostas que ganharam destaque no encontro estava a que prevê a retirada de um bilhão de litros de leite do mercado (através de financiamentos especiais para cooperativas/indústrias que comprarem o leite e o estocarem).

O presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando participou da reunião e apoiou a proposta.

“A idéia é que haja uma intensificação da produção do leite em pó, o que permitiria, inclusive, o estoque por um longo período de tempo, além da redistribuído para regiões onde o produto tenha mercado disponível “ explicou Donato Dias.

O presidente da Girolando participou da reunião acompanhado do diretor de Relações Institucionais e Comerciais da associação, Carlos Ferreira.

ENFRENTAMENTO DA CRISE – Na reunião ocorrida na sede da CNA, de acordo com Donato Dias, foram reforçadas várias medidas emergenciais já apresentadas ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, entre elas, a liberação imediata de recursos para financiar os estoques de leite nas cooperativas e indústrias; os leilões de prêmio, em que o governo federal apóia, via financiamento, a indústria que comprar do produtor; e políticas de fomento às exportações.

A crise, segundo o presidente da Girolando, surpreendeu o produtor de leite num momento em que comemorava um aumento de produtividade, e a melhoria nos preços do mercado externo .

PRODUÇÃO - “A produção estimada para 2008 é de 7,6 bilhões de litros”, afirma Donato Dias.

Além disso, em meio à movimentação da pecuária de leite, que incluiu uma audiência pública em Belo Horizonte, convocada pela Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial da Assembléia Legislativa de Minas Gerais, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que foram produzidos no Brasil, em 2007, 26,1 bilhões de litros de leite, 2,9% a mais que em 2006.

Giselda Campos | Girolando

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest