Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Agro | Negócios & Economia

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
 
sexta-feira, 5 dezembro, 2008 12:36

Artigo revela vantagens e limitações no uso de uréia na dieta de bovinos

 
 
 
Fazu/divulgação
 
   
  Uso de uréia como suplemento alimentar para bovinos  
     

O professor Gilmar Prado, da Fazu, doutor em zootecnia, é um dos três pesquisadores que assina o artigo técnico “Uréia, Amiréia e uréia encapsulada na dieta de bovinos: vantagens e limitações” publicado na revista sobre veterinária e zootecnia, V&Z em Minas.

Segundo ele, fontes alternativas de nitrogênio não protéico vêm sendo estudadas por pesquisadores e nutricionistas em todo o mundo. “O objetivo maior é descobrir um produto que levaria mais tempo para se degradar no rúmen, melhorando a eficiência de aproveitamento de nitrogênio pelas bactérias ruminais e reduzindo a possibilidade de intoxicação do animal”, comenta.

Por isso, os pesquisadores analisaram o potencial e a economia do uso de uréia e seus produtos na alimentação de bovinos.

Prado comenta que a alimentação responde pela maior parcela dos custos de produção da pecuária bovina e a proteína constitui a fração das rações que possui custo relativo mais elevado em relação aos demais nutrientes. “Sendo assim, a utilização da uréia como fonte de nitrogênio em rações para ruminantes apresenta vantagens, principalmente pelo baixo custo unitário do nitrogênio”, explica.

De acordo com ele, a pesquisa considerou que o desenvolvimento de produtos para otimização da produção de proteína microbiana é fundamental para melhoria da eficiência produtiva da pecuária. “Os resultados de pesquisas utilizando amiréia e uréia encapsulada são, ainda, controversos, sendo que há necessidade de mais estudos sobre o assunto”, afirma.

O pesquisador acrescenta que antes de recomendar a utilização desses produtos é necessário avaliar de maneira criteriosa a relação custo/benefício.

Isabela Avelar | FAZU

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest