Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Agro | Negócios & Economia

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
 
sexta-feira, 30 janeiro, 2009 15:49

Argelinos querem aplicar tecnologia brasileira no setor agropecuário

 
 
 
Girolando/divulgação
 
   
  IPA Bochecho (Girolando Puro Sintético - PS)  
     

Cristiane Ribeiro* | Repórter da Agência Brasil

Tunis (Tunísia) - O governo da Argélia deve encomendar da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) um projeto sobre a tecnologia de cruzamento de gado das raças Gir com Holandês, cujas matrizes além de serem resistentes ao clima tropical, têm alta produção de leite. A expectativa é do engenheiro agrônomo Paulo Galeano, gerente do escritório da Embrapa, em Gana, na África do Sul, e que integra a delegação brasileira que está em missão comercial ao Norte da África.

Galeano disse que os argelinos também estão interessados na tecnologia para o cultivo e processamento de cereais, pois a indústria local não apresenta capacidade produtiva suficiente para acompanhar os avanços que estão sendo implementados na agricultura para diminuir a dependência da importação de alimentos, hoje em torno de 45%.

“O Brasil é o líder mundial em tecnologia para a região agrícola tropical, e o objetivo da Embrapa é solucionar problemas do setor agrícola, fazendo a transferência de nossa tecnologia para institutos de pesquisas agropecuárias de outros países.”

Segundo ele, na África, a empresa desenvolve projetos em Benin, Gana, Senegal, Serra Leoa, Libéria, Angola, Moçambique, Nigéria e São Thomé e Príncipe. Além disso, a Embrapa tem escritórios na Coréia do Sul, nos Estados Unidos, na França, Inglaterra e Holanda

Em Gana, a Embrapa repassou tecnologia para a plantação de cana-de-açúcar de variedade brasileira em uma área de 27 mil hectares. Os primeiros 100 hectares começaram a ser plantados em dezembro e a expectativa, segundo Galeano, é de que nos próximos dois anos os 27 mil hectares estejam cultivados e a usina de beneficiamento da cana implantada. Toda a produção será vendida para a Suécia.

“Na Tunísia, as conversas também foram para transferência de tecnologia para o cultivo de trigo e da cana-de-açúcar, que hoje são importados em larga escala, principalmente do Brasil. No Marrocos, a Embrapa também pode ajudar no desenvolvimento de projetos para melhorar a qualidade de culturas como trigo, milho e cana-de-açúcar”.

*A repórter viajou a convite do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest