Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Agro | Negócios & Economia

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
sábado, 16 fevereiro, 2013 15:37

Mais de 200 mil alevinos de curimatã no São Francisco

Divulgação
Ação acontece em 24 de fevereiro

Cerca de 200 mil alevinos de curimatã (xira) produzidos no Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Betume, em Neópolis, serão lançados pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) no Rio São Francisco durante um peixamento que vai movimentar o povoado Saúde, em Santana do São Francisco, no domingo (24).

Com esta ação, a Codevasf irá somar 1 milhão de alevinos inseridos na margem sergipana do São Francisco somente este ano.

Esse será o quarto peixamento realizado pela Codevasf em Sergipe em 2013. O último deles havia sido realizado durante a celebração dos festejos de Bom Jesus dos Navegantes em Propriá, no dia 27 de janeiro, quando 350 mil alevinos foram inseridos na bacia hidrográfica do São Francisco. Antes, os municípios de Neópolis e Santana do São Francisco haviam sido contemplados com peixamentos, recebendo respectivamente 250 mil e 200 mil juvenis de espécies nativas.

A engenheira de pesca Ana Helena Gomes, chefe do Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Betume explica que a inserção dos peixes na fauna aquática é importante tanto do ponto de vista ambiental como econômico. “Os peixamentos renovam os estoques de pescados. Sem essa ação, a produção pesqueira no Baixo São Francisco cairia bastante. Além disso, essa ação faz o repovoamento do rio com espécies nativas, que praticamente desapareceram do rio com a construção das barragens”, destaca.

O objetivo do Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Betume é ampliar a produção artificial de peixes e alcançar um volume de 4 milhões de alevinos lançados no Rio São Francisco por ano. Entre 2007 e 2010, o Centro Integrado de Betume recebeu investimentos da ordem de R$ 1,2 milhão para a compra de equipamentos. Paralelamente aos peixamentos, a unidade também desenvolve um trabalho de monitoramento da qualidade da água e da fauna aquática na bacia hidrográfica do São Francisco.

via Comunicação/Codevasf

Veja também o que publicamos sobre Pesca e Peixe

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest