Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Agro | Negócios & Economia

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
terça-feira, 3 maio, 2016 - 9h11

Inovação tecnológica e produtividade sustentável

Com 212,3 milhões de cabeças registradas em 2014, o Brasil lidera o segundo lugar no ranking mundial, ficando atrás apenas da Índia

   

Este número representa um acréscimo de 569 mil animais em relação a 2013, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Pesquisa e Estatísticas (IBGE) divulgados em outubro de 2015.

A expectativa é que o país ocupe o primeiro lugar em produção de carne até 2020, segundo previsões da Associação Brasileira de Exportação de Carne (Abiec).

Diante deste cenário, um dos desafios dos pecuaristas é estabelecer sistemas de produções qualificados em curto prazo e de uma forma sustentável.

Uma das opções que muitos têm adotado é a pecuária de precisão - termo recente utilizado para o sistema agropecuário intensivo - com o auxílio de recursos tecnológicos, que permitem produzir mais em menos espaço de tempo, com economia e eficiência máxima.

Divulgação
Feeder-SC, o primeiro distribuidor de ração a pasto no mundo desenvolvido pela Casale | Divulgação
Feeder-SC, o primeiro distribuidor de ração a pasto no mundo desenvolvido pela Casale

Um estudo realizado pela UNESP - em parceria com a EMBRAPA e o Departamento de Agricultura dos Estados (USDA) - aponta que com a intensificação da pecuária de corte, é possível produzir a mesma quantidade de carne comparada à pecuária extensiva em uma área sete vezes menor, além de reduzir em torno de 35% as emissões de gases de efeito estufa (GEE).

A pecuária intensiva ainda melhora outros aspectos, como por exemplo a sanidade, as condições de criação animal e as pastagens. A quantidade e qualidade do alimento digerido - através uma dieta balanceada e utilização de aditivos - promove uma melhora significativa na digestibilidade e no aumento da produtividade. Este processo permite encurtar o ciclo de produção dos animais e reduzir a emissão de gases de efeito estufa, o que possibilita sua adoção na Integração Lavoura Pecuária Floresta (ILPF) e em outras técnicas de produção intensiva.

Com o objetivo de aumentar sua produção de forma sustentável e ter maior controle das atividades na fazenda, Fernando Nemi Costa, engenheiro agrônomo e consultor da Costa Consultoria e do Grupo JB Pecuária, de propriedade de Jorge Ismael de Biasi Filho, encontrou no Feeder-SC, o primeiro distribuidor de ração a pasto no mundo - desenvolvido pela Casale - a solução que superou suas expectativas em relação à produtividade do gado. O equipamento possui GPS e balança eletrônica para programação da distribuição de ração através do exclusivo sistema GeoPec Control. “Mais conhecida como ‘pecuária de precisão’, esta tecnologia oferece ao pecuarista a oportunidade de acompanhar toda a operação de sua fazenda através de relatórios gerenciais”, explica o diretor presidente da Casale”, Celso Casale.

“Logo de início, nós adotamos algumas medidas, como a integração lavoura pecuária, que nos proporcionou melhor qualidade nas pastagens e na base do sistema de produção. Iniciamos a suplementação a pasto e optamos por produzir na própria fazenda, pois o custo de produção ficaria ainda mais atrativo e com qualidade superior”, relata o engenheiro agrônomo.

Antes de adequar-se ao sistema de produtividade intensiva, o processo de distribuição de ração na propriedade era todo manual e muito árduo. “Realizávamos aproximadamente 80km por dia. Era uma operação de guerra. Não existiam máquinas adequadas e com precisão que pudessem nos proporcionar segurança e agilidade. Após a aquisição dos Feeders, diminuímos drasticamente a mão de obra na fazenda. Hoje contamos com quatro funcionários e três Feeders para realizar todo manejo alimentar de 10.500 cabeças. Reduzimos a mão de obra e melhoramos a qualidade da distribuição do trato em menos tempo e com mais precisão dos detalhes. O Feeder-SC foi essencial para alavancar os resultados na fazenda”, complementa Fernando.

A Casale - uma das mais conceituadas empresas do país - com know-how em tecnologia de equipamentos para pecuária no mercado, apresenta na Expozebu, até o dia 07 de maio, no Parque Fernando Costa, em Uberaba / MG, o Feeder-SC.

O equipamento transporta a ração até o cocho do pasto, distribuindo com uniformidade e reduzindo o desperdício, mantendo o pecuarista com o controle total do trato em cada lote.

A Casale busca desenvolver equipamentos de acordo com a necessidade do pecuarista, de pequeno a grande porte. “Somos capazes de criar máquinas de alta tecnologia, porque vivenciamos a real necessidade do pecuarista. Buscamos solução aplicável no campo, por isto o Feeder SC foi desenvolvido em três modelos com capacidades de 4,5, 7,5 e 20m³ (3, 5 e 14 ton), respectivamente”, completa Celso.

Sobre a Casale: Há 52 anos, a Casale é reconhecida pela sua tecnologia, qualidade superior e compromisso com o pecuarista. Fatores que conquistaram a confiança de seu público. A cada ano, agregam-se novas tecnologias com o objetivo de contribuir para o aumento de qualidade e produtividade do setor. A empresa investe permanentemente em desenvolvimento de novas tecnologias, no serviço de pós-vendas e na modernização de seu parque industrial.

Visite o site www.casale.com.br e conheça as novidades e soluções para o seu negócio.

Cinthya Ramos | LN

Saiba mais no Caderno Agro

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest