Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA
Instituto Eu Quero Viver
terça-feira, 30 março, 2012 11:58

Produção crê em preços sustentados

CNA
Breno Pereira de Mesquita

ASSISTA AO VIVO

+ Fenicafé

Álbum no Flickr

Programação da Fenicafé

Visite o site

Veja também:
Agrishow 2012
Expozebu 2012

O elo da produção da cadeia café está batalhando para conseguir por em prática um programa que garanta a estocagem de 12 a 15 milhões de sacas da safra nova de café 2012, e com esse ordenamento da oferta garantir uma melhor sustentação das cotações do grão, que vem caindo neste ano.

Para o presidente da Comissão do Café da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Breno Pereira de Mesquita, o “café pode se sustentar, através de um esforço para junto ao setor privado incrementar os financiamentos de estocagem”. O plano é conseguir o ordenamento ou estocagem de 12 a 15 milhões de sacas.

Para Breno de Mesquita, os fundamentos de mercado são positivos. O problema é que o mercado “não trabalha com fatos, mas com versões”, afirmou, em entrevista à Agência SAFRAS durante a Fenicafé 2012 (Feira Nacional de Irrigação em Café), que ocorre de 28 a 30 de março em Araguari, no cerrado mineiro.

Ele admite que a safra será muito boa, mas os financiamentos do governo e do setor privado deverão estar presentes na hora certa e o cafeicultor terá fôlego para dosar a oferta. O orçamento do Funcafé para 2012, aprovado pelo Comitê de Planejamento do Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC), é de R$ 2,7 bilhões, faltando ser todo aprovado pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), que já aprovou recursos de colheita/custeio. O CMN deve aprovar voto com o detalhamento dos recursos do Funcafé para 2012 na reunião desta quinta-feira (29 de março) ou em outra reunião em abril, afirmou Breno.

Destes R$ 2,7 bilhões, coloca Breno de Mesquita, R$ 500 milhões são para colheita/custeio; R$ 1,5 bilhão para estocagem; R$ 250 milhões para o FAC (Financiamento para Aquisição de Café); R$ 200 milhões para a indústria do torrado e moído; R$ 50 milhões em financiamentos para margens nas negociações em bolsa de cooperativas; R$ 50 milhões para compra de opções de venda; e R$ 50 milhões para certificação do café Brasileiro.

Com R$ 1,5 bilhão para estocagem, mais R$ 500 milhões que podem ser transformados em estocagem, Breno acredita que seja viável o ordenamento, ou retenção de oferta no mercado, de 7 milhões de sacas. Além disso, o setor produtivo trabalha junto a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) para ter um programa de estocagem com o setor privado que viabilize o ordenamento de mais 5 a 8 milhões de sacas.

Com esses recursos disponíveis na hora certa ao produtor, Breno Mesquita acredita que as cotações possam ser sustentadas, se evitando tombos ainda maiores nos preços internacionais na entrada de safra. Isso vai depender da rapidez da liberação dos recursos do Funcafé, que se chegarem tarde vão contribuir para dar maior tranquilidade ao produtor num momento de elevação dos custos com a colheita. (Por Lessandro Carvalho, de Araguari/MG)

Lílian Rodrigues - VGA

Leia também:

ACA comemora sucesso da Fenicafé 2012

Empresas de vários segmentos expõem seus produtos na Fenicafé

Segundo pesquisador, é possível ganhar dinheiro com a reserva legal

Código florestal: votação fica para abril

Planejamento é fundamental na hora do plantio de uma lavoura

Conab prevê produção abaixo das 50 milhões de sacas

Presidente da ACA faz discurso de desabafo durante a abertura da Fenicafé

Produção crê em preços sustentados

Sem água estamos fora do jogo

Festival de pratos à base de café é sucesso em Araguari

Começa o XIV Simpósio Brasileiro de Pesquisa em Cafeicultura Irrigada em Araguari

Beija Flor levará o café para Sapucaí

No Brasil ninguém olha para o setor agrícola com satisfação

FENICAFÉ discute desafios para o setor em 2012

Fenicafé apresenta as melhores ideias em tecnologia de irrigação

Fenicafé começa hoje, em Araguari, no Triângulo Mineiro

Eventos ligados à agricultura movimentam municípios no Alto Paranaíba e Triângulo Mineiro

Alysson Paulinelli fala sobre “o agronegócio como fator de competitividade e segurança alimentar”

Rede hoteleira de Araguari comemora sucesso da Fenicafé

Contagem regressiva: faltam poucos dias para a Fenicafé 2012

Uniube integra organização da Fenicafé

Aprenda a evitar desperdícios na cozinha

Contagem regressiva para a Fenicafé

Site traz informações preciosas sobre a Fenicafé e Araguari

Fenicafé 2012 traz programação diversificada

Encerradas as inscrições para o Simpósio Brasileiro de Pesquisa em Irrigação

Fenicafé 2012 acontece entre os dias 28 e 30 de março

Mais informações acesse: www.fenicafe.com.br
ACA - Associação dos Cafeicultores de Araguari
Rua Jaime Gomes, 418 - Centro - Araguari-MG
Telefone: (34) 3242-8888

Veja também: Fenicafé 2011

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest