CaldoQuantico Holopraxis CQL CreSentes DNAtos PARCEIROS EXPEDIENTE ANUNCIE PRIVACIDADE E USOS
 
Capa Geral Caderno 1 Caderno 2 Caderno 3 Caderno 4 Blogs Links Úteis Meteorologia
Instituto Eu Quero Viver

sexta-feira, 10 julho, 2009 20:26

Prêmio Jovem Cientista será lançado na SBPC em Manaus

 
SBPC / Divulgação
Esq para dir Sheila, Terezinha e Julia
 

Leia mais em:

61ª Reunião Anual da SBPC

 

Com o tema Energia e Meio Ambiente – Soluções Para o Futuro, uma das principais premiações científicas da América Latina será lançada em Manaus, nesta segunda-feira, dia 14 de julho, durante a 61ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que acontece de 12 a 17 de julho na Universidade Federal do Amazonas.

No mesmo dia, das 14h às 16h, as primeiras colocadas da última edição do Prêmio Jovem Cientista apresentam os seus trabalhos no auditório da Matemática do instituto de Ciências Exatas da UFAM.

O concurso distribui a graduados, estudantes do ensino superior e médio R$ 145,5 mil em prêmios. Os interessados têm até 30 de junho de 2010 para se inscrever. Informações pelo site: www.jovemcientista.cnpq.br

Reconhecida como uma das mais importantes premiações científicas da América Latina, a XXIV edição do Prêmio Jovem Cientista será lançada nesta segunda-feira, dia 14 de julho, em Manaus durante a 61ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), na Universidade Federal do Amazonas (UFAM).O tema deste ano Energia e Meio Ambiente – Soluções Para o Futuro será lançado pela presidente em exercício do CNPq, professora Wrana Panizzi, no segundo dia do encontro, às 16h, no auditório da Matemática do Instituto de Ciências Exatas da UFAM.

Também no dia 14, das 14h às 15h30min, no mesmo local, as três primeiras colocadas da última edição apresentarão ao público as pesquisas que as tornaram vencedoras na XXIII edição do Prêmio, que teve como tema Educação Para Reduzir as Desigualdades Sociais.

Júlia Soares Parreiras, do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET), venceu na categoria Estudante do Ensino Médio, com a pesquisa “Educação para Prevenção: uma Alternativa para Melhoria da Qualidade da Água e das Condições Sanitárias de Comunidades Carentes”. Ela vai explicar como descobriu ser possível transformar água poluída em água de boa qualidade utilizando apenas garrafas PETs transparentes, um pouco de tinta preta, papel alumínio e caixas de papelão abertas. O sistema, que será apresentado durante a SBPC, passou a ser utilizado por moradores de uma comunidade carente, cuja água das torneiras chegava escura e barrenta.

Já Sheila Regina dos Santos Pereira, primeiro lugar na categoria Graduado e representante da Universidade Federal da Bahia/Instituto Cultural Steve Biko (UFBA), mostrará os resultados do trabalho “OGUNTEC: Uma Experiência de Ação Afirmativa no Fomento à Educação Científica”. O projeto funciona dentro do Instituto Cultural Steve Biko e proporciona a jovens afrodescendentes de escolas públicas de Salvador a oportunidade de uma educação científica que lhes encoraje o ingresso na área. Sheila trabalhou com 35 jovens negros do ensino médio de sete escolas públicas de Salvador, que foram preparados para adquirir habilidades e competências pertinentes às áreas de ciência e tecnologia num período de 28 meses. Os estudantes foram selecionados mediante entrevistas, dinâmicas de grupo e testes objetivos.

A terceira a falar ao público da Reunião Anual da SBPC será Terezinha Cristina da Costa Rocha, da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). A contemplada com o maior prêmio da categoria Estudante do Ensino Superior contará como facilitou a comunicação de surdos ao desenvolver um dicionário de termos de Filosofia em Língua Brasileira de Sinais (Libras), até então deficitário. Ela explica que o Núcleo de Apoio à Inclusão da PUC-MG identificou a necessidade de traduzir para a LIBRAS palavras relacionadas à Filosofia, que eram ditas durante as aulas sem que houvesse uma forma de traduzir para surdos. “Precisávamos reverter esse quadro e fazer a interpretação fluente. Esse dicionário foi feito com a participação efetiva dos alunos, através de grupos de discussão. Às vezes, levávamos um dia inteiro para criar um único sinal”, relata.

Foram criados 300 novos sinais relacionados à Filosofia. O novo dicionário, no formato CD-Rom com vídeos de cada um dos sinais, auxiliou alunos surdos de todos os cursos da PUC, já que a disciplina de Filosofia é obrigatória em todas as faculdades e poderá ser útil também no Ensino Médio.

Prêmio Jovem Cientista desafia pesquisadores a reduzirem impactos ambientais causados pelo uso de fontes de energia

Atualmente, quase 55% da energia consumida no Brasil vêm de fontes não-renováveis, como o petróleo e o gás natural, por exemplo. Embora não seja um dos piores no ranking, já que a média mundial de utilização de energias renováveis é de 13%, o país tem muito a melhorar. Na edição 2009/2010 do Prêmio Jovem Cientista, as linhas de pesquisa propostas pelo tema Energia e Meio Ambiente – Soluções Para o Futuro têm por objetivo estimular a produção e o consumo de fontes de energia renováveis e sustentáveis, atendendo a necessidades do dia-a-dia sem comprometer o patrimônio ambiental das novas gerações.

O PJC irá premiar cinco categorias: Graduado, Estudante de Ensino Superior, Estudante de Ensino Médio, Orientador e Mérito Institucional. Há ainda uma Menção Honrosa para um pesquisador com título de doutor que se destaque por sua trajetória na área relacionada ao tema do prêmio. Ao todo, serão entregues equipamentos de informática e R$ 145,5 mil em prêmios, incluindo R$ 30 mil para a instituição de ensino médio e de ensino superior com o maior número de trabalhos com mérito científico inscritos. Os interessados têm até 30 de junho de 2010 para se inscrever. A última edição mobilizou 1.748 participantes.

O Prêmio Jovem Cientista, uma iniciativa do CNPq, da Gerdau e da Fundação Roberto Marinho, tem por objetivo buscar, através dos temas abordados a cada edição, soluções simples e acessíveis para problemas diretamente ligados à população, além de incentivar nos jovens o interesse pela pesquisa científica. Os trabalhos inscritos precisam estar inseridos dentro das linhas de pesquisas definidas pelos parceiros do Prêmio. Os estudantes do Ensino Médio concorrem com uma redação sobre temas propostos, sob orientação de um professor.

Nesta edição, as possibilidades de estudo incluem fontes de energia não poluentes, exploração racional dos recursos energéticos, edificações inteligentes com uso racional de energia e de recursos naturais, produção sustentável de biodiesel, controle de emissão de poluentes, entre outros. Criado em 1981, tradicionalmente a entrega é feita pelo Presidente da República e reúne na cerimônia autoridades governamentais da área da ciência e tecnologia, além dos mais respeitados nomes da ciência brasileira.

Lançamento do XXIV Prêmio Jovem Cientista na SBPC, Manaus
QUANDO: 14 de julho, às 16h
ONDE: Auditório da Matemática do instituto de Ciências Exatas da UFAM (Campus Universitário, bairro Coroado/Japiim)

Palestras das vencedoras do tema Educação Para Reduzir as Desigualdades Sociais
QUANDO: 14 de julho, das 14h às 15h30min
ONDE: Auditório da Matemática do instituto de Ciências Exatas da UFAM (Campus Universitário, bairro Coroado/Japiim)

PRÊMIO JOVEM CIENTISTA 2009/2010
TEMA: Energia e Meio Ambiente – Soluções Para o Futuro
CATEGORIAS: Graduado, Estudante do Ensino Superior, Estudante do Ensino Médio
TOTAL DE PRÊMIOS: R$ 145,5 mil, mais equipamentos de informática e possibilidade de obter Bolsas de Estudos
INSCRIÇÕES: até 30 de junho de 2010
COMO SE INSCREVER: Pelo site www.jovemcientista.cnpq.br ou pelos Correios, nos seguintes endereços:
· Para as categorias Graduado e Estudante do Ensino Superior:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Serviço de Prêmios – SEPN 507, sala 203, Brasília (DF), CEP: 70740-901
· Para a categoria Estudante do Ensino Médio:

Fundação Roberto Marinho, Rua Santa Alexandrina, 336, Rio Comprido, Rio de Janeiro (RJ), CEP: 20261-232

Algumas linhas de pesquisas
Categorias Graduado e Estudante do Ensino Superior
. Fontes alternativas de energias não poluentes
. Impacto socioambiental da geração de energia hidrelétrica e da produção de biocombustíveis
. Controle da emissão de poluentes e efeito estufa no setor energético
. Edificações inteligentes com uso racional de energia e recursos naturais
. Produção sustentável de biodiesel
. Tecnologias energéticas apropriadas a pequenos produtores rurais (produção e uso)

Categoria Estudante do Ensino Médio
Basta desenvolver uma redação com a ajuda do professor. Confira abaixo alguns dos temas propostos:
. A energia move o universo
. Fontes renováveis, não renováveis e geração de energia
. Efeito estufa, aquecimento global e Protocolo de Kyoto
. Poluentes e a Camada de Ozônio
. Energia e exclusão social
. Mudanças de hábitos e de padrões de desenvolvimento

Janaína Soares | Approach


Material jornalístico passível de direitos autorais.
Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes.
Antes de reproduzir por qualquer meio, consulte sobre autorização
Leia também nossos Termos de Uso e Serviço
Preços, prazos e links podem sofrer alteração e correpondem ao dia em que o material foi publicado

FarolCom no Pinterest
Ciência, Pesquisa e Tecnologia
Brasil no Google Maps
Meteorologia