Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Inovação | Navios Pesquisa| Luz Síncrotron

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
sábado, 2 abril, 2016 - 18h26

Veículo híbrido será usado em estudos

A Escola Politécnica (Poli) da USP recebeu no último dia 22 de março um veículo híbrido Prius, da Toyota, que será utilizado para atividades de ensino e pesquisa sobre essa tecnologia

   

Imprensa da Poli/USP

O automóvel, equipado com um motor a combustão e outro elétrico, foi entregue para a instituição em uma cerimônia realizada na sede da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo (SDECTI), no Jaguaré, em São Paulo.

O Prius será utilizado pelo Grupo de Eletrônica Automotiva da Poli, formado por professores dos Departamentos de Engenharia de Sistemas Eletrônicos (PSI) e de Engenharia de Energia e Automação (PEA), além de alunos de graduação, mestrado e doutorado. O Grupo planeja, na pesquisa que envolve o Prius, dominar o gerenciamento da propulsão de veículos híbridos e contribuir com novas técnicas de controle.

Ernani Coimbra
Pesquisas buscam domínio da tecnologia da propulsão de veículos híbridos | Foto: Ernani Coimbra
Pesquisas buscam domínio da tecnologia da propulsão de veículos híbridos

Segundo o professor do PEA, Eduardo Pellini, a Poli vai contribuir no avanço do conhecimento científico e tecnológico sobre o uso da tecnologia dos híbridos aplicado à realidade brasileira. “O Brasil tem peculiaridades, como a presença do etanol e dos motores flex e a matriz energética baseada na geração hidrelétrica. Vamos desenvolver pesquisas no sentido de apoiar a Toyota oferecendo conhecimento para sobre a adaptação da tecnologia ao cenário nacional”, explica.

Pellini já orienta dois alunos de doutorados que irão utilizar o Prius cedido em comodato pela Toyota para avançar em suas pesquisas. Um dos trabalhos trata das baterias usadas em motores híbridos, avaliando inclusive todo o ciclo de vida do produto. O outro projeto de doutorado se concentra no gerenciamento energético nos veículos.

Formação de recursos humanos

De acordo com o professor do PSI, Armando Antônio Maria Laganá, integrante do Grupo de Eletrônica Automotiva, a Poli planeja criar uma nova disciplina para o mestrado do Programa de Engenharia Elétrica da instituição, utilizando o Prius. “Nosso principal objetivo, com as pesquisas e cursos, é contribuir para o processo de formação de recursos humanos na área eletrônica automotiva para que a engenharia brasileira possa aumentar sua participação nos projetos globais”, finaliza.

O motor elétrico do Prius funciona como um gerador e não é carregado na tomada por eletricidade convencional, como muitas pessoas imaginam. Ele capta a energia cinética produzida pela frenagem e a transforma em energia elétrica, que é armazenada na bateria do motor elétrico. Em um veículo comum, essa energia é dispensada em forma de calor.

Quando o Prius se movimenta a uma velocidade de até 50 quilômetros por hora (km/h) e as baterias estão carregadas, o motor a combustão permanece desativado e não há consumo de combustível. Conforme a velocidade do carro aumenta ou exige maior força, como em uma subida, por exemplo, o motor a combustão é acionado e o sistema inteligente controla o uso dos dois motores simultaneamente, gerando potência combinada de até 138 cv.

Na cerimônia, as autoridades participantes destacaram a importância da colaboração. O diretor da Poli, professor José Roberto Castilho Piqueira, disse que a Escola tem contribuído, ao longo de sua existência, com a promoção do desenvolvimento científico, tecnológico e social do País, e a parceria com uma empresa como a Toyota atende a essa agenda. “Hoje, uma das grandes questões é a sustentabilidade. É fundamental o avanço do conhecimento na busca de produtos e soluções que envolvam as demandas da sociedade”, ressaltou.

Para o reitor da USP, professor Marco Antonio Zago, a parceria com a montadora japonesa é um exemplo de ação que se torna mais importante a cada dia na universidade: a ampliação da colaboração e da transferência de tecnologia e conhecimento da universidade para a sociedade e também a inserção do conhecimento existente no mercado entre pesquisadores e alunos da instituição. “Continuamos abertos a esse tipo de cooperação com outras empresas e esperamos que a própria Toyota amplie essa colaboração com a universidade”, disse.

Já o vice-governador e secretário Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação paulista, Márcio França, destacou o potencial dos híbridos no mercado brasileiro. “A tecnologia híbrida virá com muita força no País e a empresa saiu na frente ao oferecer o veículo aos alunos da USP. Quando vemos as características positivas desse carro, como baixo consumo, a gente percebe que existe um grande campo para ser desenvolvido”, declarou.

O gerente geral de Relações Governamentais da Toyota do Brasil, Roberto Braun, lembrou que contribuir para a mobilidade sustentável é uma das missões da empresa. “Ao fechar essa parceria com a Poli, proporcionando a possibilidade de novos estudos e pesquisas sobre tecnologia híbrida, a Toyota do Brasil dá um importante passo nessa direção, colaborando com a formação dos profissionais do futuro”, afirma.

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest