Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Instituto Eu Quero Viver
quinta-feira, 10 janeiro, 2013 11:02

Minas investe em aeroportos regionais

Gil Leonardi

“Teremos uma grande rede de aeroportos seguros e preparados para receber os voos que vão levar não só transporte, mas desenvolvimento econômico para as nossas regiões” - Antonio Anastasia

Governador, o senhor anunciou nesta semana um grande programa de obras para os aeroportos regionais do Estado, que prevê obras de reforma, ampliação e modernização aeroportuária em diversas cidades do interior. Em que consiste esse programa, governador?

Antonio Anastasia: Na realidade, Minas Gerais é um Estado geograficamente muito grande e, por isso mesmo, há necessidade de estarmos ligados por aeroportos para permitirmos não só a aviação regional, mas também a chamada aviação geral, que permite a viagem de empresários que vão investir nessas cidades. Esse programa dedica R$ 235 milhões para 17 aeroportos. Esses recursos já são provenientes dos empréstimos que obtivemos graças ao equilíbrio fiscal de Minas Gerais obtido ao longo dos últimos anos. Desse modo, com muita satisfação, estamos lançando esse programa, que é muito importante para permitir, cada vez mais, a interiorização de nosso desenvolvimento.

Governador, além desses investimentos, agora anunciados, o Programa Aeroportuário do Estado de Minas Gerais, o ProAero, já vem realizando muitas obras de modernização nos aeroportos regionais do Estado. Qual a importância dessas obras para Minas Gerais?

Antonio Anastasia: Na realidade, ao longo dos últimos anos, de 2003 a 2011, o ProAero, que é um programa estadual muito importante, de melhoria de aeroportos regionais do interior de Minas Gerais, já investiu cerca de R$ 370 milhões. Desse valor, R$ 320 milhões, do Tesouro do Estado, e R$ 50 milhões em parceria com o Governo Federal. É muito importante que essas obras tenham acontecido, pois isso permitiu, de fato, que houvesse a interiorização, não só do desenvolvimento, mas, também, a melhoria da nossa rede aérea regional, que é, em Minas Gerais, a maior do Brasil. Aliás, no âmbito do ProAero nós também recebemos a boa notícia de que o Governo Federal também identificou Minas Gerais como destino de investimentos importantes em cerca de 33 aeroportos no interior do Estado, para também receber recursos. Isso é muito bom, porque significa de fato que nós teremos uma grande rede de aeroportos seguros e preparados para receber os voos que vão levar não só transporte, mas, insisto, desenvolvimento econômico para as nossas regiões.

Além disso, o Governo Federal anunciou também recentemente a decisão de conceder para iniciativa privada as obras de ampliação do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins. Como é que o senhor analisa essa decisão?

Antonio Anastasia: Essa foi uma excelente decisão, há muito reivindicada, não só pelo Governo de Minas, mas por toda a sociedade mineira: a necessidade de passarmos à gestão privada o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins. Como Minas Gerais é um Estado que não tem porto marítimo, o aeroporto internacional para nós é fundamental, por ser estratégico para o nosso desenvolvimento e especialmente para exportação de bens de alto valor agregado. A gestão privada certamente vai permitir uma nova estratégia e novos investimentos. Aliás, o Governo de Minas há uns anos atrás contratou, às nossas custas, um projeto muito ambicioso junto a Cingapura para fazer o chamado Master Plan. Ou seja, o plano estratégico de desenvolvimento de Confins, que permitirá que esse aeroporto, pela sua localização e pela possibilidade de aumento de sua área construída, seja, em alguns anos, o aeroporto mais moderno do Brasil.

Fonte: Superintendência de Imprensa do Governo de Minas Gerais

Índice

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest