Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Instituto Eu Quero Viver
quinta-feira, 14 março, 2013 11:31

Governo de Minas investe em novas ações para melhorar ainda mais o ensino

Gil Leonardi

"Adesão de municípios ao Programa de Intervenção Pedagógica e ampliação do projeto Reinventando o Ensino médio permitirão que tenhamos uma educação cada vez melhor, mais transparente, mais democrática e de qualidade" - Antonio Anastasia

Recentemente, a Secretaria de Estado da Educação anunciou a adesão de 835 municípios mineiros ao Programa de Intervenção Pedagógica, o PIP. Como isto pode melhorar, ainda mais, o ensino público de Minas, que já é considerado o melhor do país?

Antonio Anastasia: De fato, nós temos em Minas a honra e o orgulho de termos a melhor educação pública básica de nosso Brasil pelos resultados do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). E um dos responsáveis por essa vitória sempre compartilhada com os professores, servidores, alunos e pais é exatamente esse Programa de Intervenção Pedagógica, criado há alguns anos pela Secretaria de Educação. Por meio desse programa, há, como o nome diz, uma intervenção pedagógica, ou seja, um acompanhamento muito próximo naquelas escolas e naquelas turmas quando percebe-se a necessidade de um reforço. E esse reforço se dá, basicamente, em língua portuguesa e também em matemática. E tem conseguido resultados muito positivos. E,aí, conseguimos esse ponto tão bom no Ideb. Agora, percebemos que não basta o programa ficar limitado às escolas estaduais. É fundamental também que ele atue nas escolas municipais, ou seja, na rede pública como um todo e, por isso mesmo, solicitamos a adesão dos municípios. Ficamos muito surpresos, felizmente surpresos, que a adesão que imaginávamos, inicialmente, de cerca de 500 municípios, praticamente alcançou todos os municípios mineiros. Dos 850 onde existem escolas municipais com essa possibilidade, 835 já aderiram. Eu acredito que todos vão aderir nos próximos dias, o que significa, praticamente, a unanimidade. É um projeto muito positivo e cujos efeitos, em breve, se farão sentir também na rede pública municipal do Estado.

Outro programa da Secretaria de Estado de Educação que está sendo ampliado este ano é o Reinventando o Ensino Médio. Gostaria que o senhor falasse sobre a importância deste programa e sobre essa ampliação.

Antonio Anastasia: O ensino médio é uma área sempre com muita atenção do Sistema Estadual de Educação porque, além do ensino fundamental, no ensino médio, o jovem, normalmente adolescente, passa a ter uma evasão maior. Nós percebemos isso nas estatísticas. Então,como tornar o ensino médio mais atrativo e garantir a sua permanência na escola? E mais do que isso:permitir durante o seu aprendizadoque ele também tenha condições de conhecer outros conteúdos, especialmente conteúdos que possam ajudar na sua futura empregabilidade, ou seja, na obtenção de um emprego? Esse é o objeto do projeto Reinventando o Ensino Médio. Então estamos colocando no currículo das escolas estaduais de ensino médio disciplinas que podem, de fato, facilitar. Como por exemplo, o empreendedorismo, para que ele desenvolva uma atividade profissional. Não é um curso profissionalizante, mas ele sinaliza a possibilidade de uma instrução melhor e torna, é claro, mais atraente, atrativo e interessante para o jovem permanecere concluir bem o ensino médio.

Tem ainda outra iniciativa inovadora do Governo de Minas na área de educação que é a colocação de placas nas escolas estaduais indicando o desempenho das escolas no Índice de Desenvolvimento da Educação, o Ideb. Qual a importância dessa iniciativa?

Antonio Anastasia: Essa iniciativa é uma parceria com a Federação das Indústrias do Estado, a quem eu agradeço, e é muito importante porque nós estamos tendo, pela Secretaria de Estado da Educação, a divulgação, a transparência, a publicidade das notas das escolas no Ideb. O Ideb, como sabemos, é o indicador brasileiro da qualidade do ensino em cada escola. E é claro que, quanto maior a nota, melhor o ensino. Então nosso objetivo é estimular, é mostrar aos pais, à comunidade, como aquela escola vai. Estimular a participação da comunidade, dos pais, na gestão daquela escola através das diversas associações e conselhos e, fundamentalmente, termos uma melhoria constante. É uma medida de transparência. É uma medida, portanto, de levar a informação àqueles que são, necessariamente os mais importantes, que são os alunos, os pais, para que, de fato, nós tenhamos uma educação pública cada vez melhor, mais transparente, mais democrática e de melhor qualidade.

E os alunos vibram com a colocação dessas placas, não é governador?

Antonio Anastasia: Não há dúvida, porque isso inclusive estimula que eles consigam notas ainda melhores e subam nesse ranking que é tão positivo.

Fonte: Superintendência de Imprensa do Governo de Minas Gerais

Índice

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest