Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Ambiente | Energia | Lixo | Água | Mariana

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
segunda-feira, 13 outubro, 2008 22h17

BS Colway tem convite para reabrir nos Estados Unidos

   
ilustração/arquivo

Um ano após ser obrigada a demitir 1,2 mil funcionários, fábrica de pneus poderá gerar empregos no exterior

A BS Colway Pneus tem recebido várias propostas para reabrir a indústria de pneus, um ano depois da decisão do Supremo Tribunal Federal que proibiu a importação de pneus usados da União Européia para remoldagem.

Uma delas é para instalar a empresa em Orlando, estado norte-americano da Flórida. Outra possibilidade é uma joint-venture para implantação de uma fábrica na China ou Vietnã, com uma produção inicial de 200 mil pneus novos por mês, que seriam exportados para o Brasil.

Facilidades como incentivos fiscais, também são oferecidas por países vizinhos como Uruguai e Paraguai. No fim do ano passado a BS foi obrigada a demitir os seus 1,2 mil funcionários e desacelerar programas sociais que beneficiavam mais de 7 mil crianças e jovens.

Com instalações em Piraquara (PR), Região Metropolitana de Curitiba, a empresa ainda aguarda uma resposta da Justiça e espera retomar as atividades da fábrica no Brasil. Em março, a BS Colway alegou falha processual e protocolou pedido de embargo à proibição da importação dos pneus usados.

No documento, a assessoria jurídica da empresa aponta a omissão de um parecer técnico do IBAMA no acórdão da liminar proibitiva, apresentado como prova de que os pneus recolhidos pela BS não prejudicam o meio ambiente quando são reprocessados na Usina de Xisto da Petrobrás, em São Mateus do Sul (PR). Assinado por três técnicos do IBAMA do Paraná, o paracer diz “considerando que o sistema de co-processamento dos pneus se dá num sistema fechado, onde não há poluição por emissão de gases e particulados, mas apenas emissão de vapores de água (...) concluímos que os pneus inservíveis encaminhados pela BS Colway Remoldagem de Pneus Ltda. à Petrobrás estão tendo destinação ambientalmente adequada”. A resposta da Justiça Federal não tem data para sair.

Enquanto isso, de acordo com o presidente da BS Colway, Francisco Simeão, o maquinário da fábrica permanece desmontado e recolhido em um armazém. “Com a liminar expedida pela então presidente do STF, Ellen Gracie, que proíbiu a importação de pneus usados, não houve como manter a empresa parada e gerando custos insuportáveis”, disse Simeão. “Caso o STF reforme sua decisão, fazendo justiça, a fábrica poderá voltar a funcionar no Brasil. E, caso isso não ocorra, a fábrica poderá ser implantada nos EUA, no Uruguai ou no Paraguai, tendo em vista os inúmeros convites recebidos e as vantagens oferecidas”, afirmou.

Para manter os cerca de 5 mil empregos diretos nos pequenos e médios centros automotivos que distribuíam os pneus BS Colway, a empresa passou a importar pneus novos, a maior parte chineses, e deve alcançar a marca dos 200 mil pneus importados ao mês, até o fim de 2009. “Vamos garantir empregos industriais na China em troca dos postos de trabalho eliminados em Piraquara”, observou o presidente da BS.

A BS Colway continua coletando e destruindo cinco pneus inservíveis para cada quatro importados. “Nada mudou nas nossas ações ambientais. A diferença é que o setor de remoldados do Brasil se fragilizou com a falta da liderança da BS Colway, forçando a todos ampliar suas importações de pneus novos e demitir os empregados brasileiros”, disse Simeão, que também é presidente da ABIP - Associação Brasileira da Indústria de Pneus Remoldados.

Fabio Riesemberg | Enfoque

Leia também:

Feam publica proposta de logística reversa para pneus

Descarte inadequado de pneus velhos causa problema ambiental

No dia mundial do meio ambiente, a Goóc se torna referência

Petrobras reaproveita mais de 11 milhões de pneus em oito anos

Fabricantes e importadores serão responsáveis por coleta e armazenagem de pneus

BS Colway tem convite para reabrir nos Estados Unidos

Destinação adequada de pneus

Veja outras notícias sobre:

Desastre Ambiental em Mariana

Caderno Meio Ambiente

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest