CaldoQuantico   Holopraxis   CQL   CreSentes   DNAtos   PARCEIROS   EXPEDIENTE   ANUNCIE   PRIVACIDADE E USOS  
Capa Geral Caderno 1 Caderno 2 Caderno 3 Caderno 4 Blogs Links Úteis Meteorologia
Instituto Eu Quero Viver
4/11/2008

Técnicos do governo da Bahia confirmam contaminação por urânio em água de Caetité

   

Radioatividade acima do limite estabelecido pelo Conama foi constatada em poço usado por cinco famílias do distrito de Juazeiro, confirmando denúncia feita pelo Greenpeace.

O Instituto de Gestão das Águas e Clima (Inga), da secretaria de Meio Ambiente da Bahia, divulgou nesta terça-feira o resultado das análises que promoveu em amostras de água da região de Caetité.

Dos sete poços analisados, um apresentou contaminação por urânio em limite acima do permitido pela resolução do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) 357/05. O Inga fez a coleta na semana do dia 22 de outubro em pontos usados pela população do município para consumo e uso na lavoura.

O poço em que foi encontrada a água contaminada por técnicos do Inga era utilizado para consumo por cinco famílias do distrito de Juazeiro, no município de Caetité. O governo da Bahia interditou o poço e vai fornecer água para as cerca de 20 pessoas. As famílias terão assistência por parte da Secretaria de Saúde do município e do Estado da Bahia.

O Greenpeace denunciou, no último dia 16 de outubro, a contaminação da água de Caetité por urânio no lançamento do relatório Ciclo do Perigo - Impactos da Produção de Combustível Nuclear no Brasil. Foram oito meses de investigação, com a coleta de amostras de água na área de influência direta da mineração e beneficiamento de urânio realizada pela estatal Indústrias Nucleares do Brasil (INB).

A coleta das amostras de água para consumo humano e animal foi feita por uma equipe do Greenpeace em abril de 2008, em pontos localizados dentro de um raio de 20 quilômetros ao redor da mineração de urânio da INB em Caetité. As amostras foram encaminhadas a um laboratório independente credenciado no Reino Unido para a realização de análises. Pelo menos duas amostras de água apresentaram contaminação por urânio muito acima dos índices máximos sugeridos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama).

"É mais um indício de que há sérios problemas na região e por isso queremos uma investigação urgente por parte do Ministério Público Federal para identificar a fonte exata e a extensão dessa contaminação", afirma Rebeca Lerer, coordenadora da campanha de Energia do Greenpeace.

"Os dados levantados pelo Inga confirmam a contaminação e esperamos que os verdadeiros impactos e riscos da produção de urânio em Caetité sejam esclarecidos na audiência pública marcada para o próximo dia 7 (sexta-feira), na cidade."

O Greenpeace contribuiu para a análise feita pelos técnicos do Inga, fornecendo as coordenadas geográficas de onde colheu suas amostras de água, bem como detalhes da metodologia usada nas análises.

Apesar de afirmar que realiza "milhares de testes" na região, a INB até o momento não apresentou dado algum do monitoramento que diz fazer da qualidade da água da região.

Conheça sobre o Ciclo do Urânio:

Jorge Cordeiro | Greenpeace Brasil

Leia também:

Nota do MMA sobre a água contaminada por urânio em Caetité

MPF vai investigar mineração de urânio em Caetité

Técnicos do governo da Bahia confirmam contaminação por urânio em água de Caetité

Denúncia: água consumida em Caetité (BA) está contaminada por urânio

Veja o que já publicamos sobre Caetité


Material jornalístico passível de direitos autorais.
Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes.
Antes de reproduzir por qualquer meio, consulte sobre autorização
Leia também nossos Termos de Uso e Serviço
Preços, prazos e links podem sofrer alteração e correpondem ao dia em que o material foi publicado

Últimas no FarolCom

   
FarolCom no Pinterest
Brasil no Google Maps
Meio Ambiente
Meteorologia