CaldoQuantico   Holopraxis   CQL   CreSentes   DNAtos   PARCEIROS   EXPEDIENTE   ANUNCIE   PRIVACIDADE E USOS  
 
CAPA | GERAL | CADERNO 1 | CADERNO 2 | CADERNO 3 | CADERNO 4 | BLOGS | LINKS ÚTEIS
COP 15
 
 
 
 
 

Leia mais em:
-COP 15
-Campanha Global de Ações pelo Clima
-Meio Ambiente

 

Mobilização popular foi fundamental para Brasil definir metas

segunda-feira, 7 dezembro, 2009 18:59

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, participou da mobilização "Tô no Clima", neste domingo (6/12), no Parque Ibirapuera, em São Paulo.

O evento reuniu milhares de pessoas para pressionar líderes mundiais para que não seja adiado o compromisso de firmar o acordo climático mundial, que define metas justas de redução de emissões de gases de efeito estufa, durante a Conferência do Clima (COP-15), que começa hoje 7 de dezembro, em Copenhague, na Dinamarca.

Em seu discurso, Minc elogiou a campanha Tic Tac e ressaltou que é importante a população continuar se mobilizando contra o aquecimento global, inclusive "fazendo sua parte" nas ações do cotidiano, como a coleta seletiva de lixo.

Para o ministro, a mobilização popular foi fundamental para o Brasil definir as metas voluntárias de redução de emissões, que serão apresentadas na COP-15. "O Brasil assumiu metas fortes. Isso foi graças a mobilização da população, cientista e ambientalistas", destacou.

Ele ainda elogiou o estado de São Paulo e o município do Rio de Janeiro pela elaboração de seus planos de redução de emissão.

Minc contou "três notícias boas" aos participantes do evento Tô no Clima, que acontece às vésperas da COP-15. A primeira novidade foi o Programa de Certificação de Produção Responsável na Cadeia Bovina, que será lançado nesta segunda-feira (07/12), em São Paulo. O programa faz parte de um acordo entre o Ministério do Meio Ambiente e a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) para garantir que a carne distribuída aos consumidores brasileiros tenham origem em fazendas compromissadas com o fim do desmatamento.

A segunda notícia é que foram aprovados os primeiros projetos do Fundo Amazônia, na última sexta-feira. Como a terceira novidade, ele anunciou que o presidente Lula vai sancionar esta semana o Fundo Nacional sobre Mudança do Clima, que vai alavancar recurso para ser usado em ações de combate aos efeitos das mudanças climáticas. Minc ainda salientou o pioneirismo desse fundo, que é o primeiro no mundo a utilizar dinheiro do petróleo para a mitigação e adaptação às mudanças climáticas, principalmente no nordeste, que será uma das áreas mais afetadas pelo aquecimento global.

A campanha Tic Tac é organizada por organizações não governamentais de todo o mundo e recebe apoio de governantes, modelos, atores, cantores, atletas. Durante todo o domingo são apresentados vídeos de lideranças globais e depoimentos de pessoas que vivem em áreas vulneráveis aos efeitos do aquecimento global falando sobre a importância da reunião em Copenhague. Também acontecem apresentações de música e teatro.

De 7 a 18 de dezembro, a atenção do mundo estará voltada para Copenhague, na Dinamarca, onde líderes mundiais vão discutir a segunda fase do protocolo de Kyoto. O Brasil vai apresentar na reunião suas ações de mitigação às mudanças climáticas, como o menor desmatamento registrado nos últimos 21 anos, e a meta voluntária de reduzir em até 39% a emissão de gases de efeito estufa até 2020.

Ascom MMA


Material jornalístico passível de direitos autorais.
Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes.
Antes de reproduzir por qualquer meio, consulte sobre autorização
Leia também nossos Termos de Uso e Serviço
Preços, prazos e links podem sofrer alteração e correpondem ao dia em que o material foi publicado

outros destaques:

DNAtos

Caldo Quântico

Brasil no Google Maps