Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Ambiente | Energia | Lixo | Água | Mariana

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
quarta-feira, 11 fevereiro, 2015 - 21h51

Estocar água em casa exige cuidados para evitar focos de doenças

   
André Brant
Piscinas, tambores, baldes e cisternas estão entre as maneiras mais comuns de armazenar água em casa

Armazenamento requer atenção para não atrair mosquito que causa a dengue e chikungunya

Com o problema no abastecimento de água, algumas pessoas estão optando por guardar água em reservatórios caseiros.

No entanto, estocar água em casa sem a proteção adequada é um risco, pois os reservatórios podem ser tornar focos de contaminação para dengue e chikungunya.

Com a chegada do carnaval a situação tende a ficar mais delicada, já que o medo do desabastecimento durante o período pode levar os foliões a aumentarem os estoques em casa.

A Coordenadora Estadual do Programa de Combate à Dengue, Geane Andrade, alerta para a importância de manter os reservatórios caseiros bem fechados e limpos.

“É fundamental não deixar depósitos de água sem proteção. Eles devem estar bem limpos e fechados, com tampas que não permitam a entrada do mosquito que transmite a dengue e chikungunya. Reaproveitar a água da chuva é importante, mas isso deve ser feito da forma correta para não causar riscos à saúde”, afirma.

Utilizar piscinas, tambores, baldes e cisternas estão entre as maneiras mais comuns de armazenar água em casa. “Os depósitos em que as pessoas guardam água são um risco para a proliferação da dengue e da chikungunya. Independentemente do tipo de reservatório, não adianta só colocar uma rede ou tela de proteção, que pode ficar frouxa ou conter buracos. O ideal é tampar bem”, orienta Geane.

Cuidado também para quem vai viajar

É também durante o carnaval que muitas pessoas viajam, deixando as residências fechadas por alguns dias. Mesmo que o período da viagem seja curto, é importante não deixar locais que possam acumular água parada. Pneus, calhas, caixas de água, bebedouro de animais e vasinhos de plantas são mais comuns para proliferação do mosquito da dengue.

Agência Minas

Saiba mais no Caderno Água

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest