Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Ambiente | Energia | Lixo | Água | Mariana

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
sábado, 08 agosto, 2015 - 10h49 - RIO GRANDE DO NORTE

Água Doce entrega novo sistema no RN

Estado terá 153 equipamentos, que vão levar água potável de qualidade para 61 mil moradores do Semiárido potiguar

   

O Programa Água Doce (PAD) entrega, no neste sábado (08/08), sistema de dessalinização aos moradores do assentamento Patativa do Assaré II, no município de Riachuelo, no Rio Grande do Norte.

O sistema produzirá água potável de qualidade de forma permanente às 33 famílias residentes da comunidade. O benefício é resultado do convênio de R$ 19,9 milhões firmado entre os governos federal e estadual, que prevê a implantação de 153 sistemas no Estado.

Patativa do Assaré II tem poucas alternativas de acesso à água para consumo. A principal delas é a captação da chuva em cisternas. Mas durante a estiagem, os moradores contam apenas com o abastecimento coordenado pelo Exército que por meio de carros-pipa, entrega 16 mil litros de água por semana para todas as famílias. A quantidade é insuficiente e os moradores acabam recorrendo aos açudes que não são fonte segura em relação à perenidade, nem em relação à qualidade da água.

Divulgação
A nova unidade: abastecimento garantido | Divulgação
A nova unidade: abastecimento garantido

Apoio financeiro

A principal atividade produtiva do assentamento é a agropecuária de subsistência (feijão e milho). Além disso, os assentados contam com apoio financeiro do Bolsa Família, Seguro Safra e Bolsa Estiagem. “É muito gratificante ver essas pessoas que já sofreram tanto com a escassez de água, agora contarem de forma permanente e segura com a água potável que o sistema oferece”, afirma o coordenador Nacional do Programa, Renato Ferreira.

Coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), o programa é uma ação do governo federal em parceria com o governo do Estado, Embrapa Semiárido e outras instituições, com o objetivo de estabelecer uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para o consumo humano.

Consiste na implantação e recuperação de aparelhos de dessalinização em áreas rurais de baixa renda do Semiárido brasileiro. O Água Doce abrange os nove estados do Nordeste e Minas Gerais e já beneficiou, até agora, mais de 100 mil pessoas.

O programa prioriza as regiões em situações mais críticas. Lugares com os menores índices de Desenvolvimento Humano (IDH), altos percentuais de mortalidade infantil, baixos índices pluviométricos e com dificuldades de acesso aos recursos hídricos são os primeiros a serem contemplados pelos planos. Assim como o Índice de Condição de Acesso à Água do Semiárido (ICAA), desenvolvido a partir do cruzamento dos mesmos indicadores. No Rio Grande do Norte, foram diagnosticadas 248 comunidades rurais de 57 municípios. Com isso, 61 mil pessoas serão beneficiadas pelo PAD no Estado.

fonte: Rafaela Ribeiro / Comunicação Social MMA

Saiba mais no Caderno Água

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest