Holopraxis - Caminhos para o autoequilíbrio

CAPA - GERAL - EVENTOS - ARTIGOS - AÇÕES AFIRMATIVAS - CIDADÃO REPÓRTER - QUALIDADE DE VIDA - AGRO - ESPECIAIS - VIAJAR - VIVER BEM - ENDEREÇOS
VÍDEOS - FOTOS - AUTOS - SAÚDE - CULTURA - EDUCAÇÃO - CIÊNCIA - MEIO AMBIENTE - COMUNIDADES - METEOROLOGIA

BLOGS
- ARAGUARI | ARAXÁ | UBERABA | UBERLÂNDIA | MINAS | BRASIL | NÚCLEO DA MÚSICA
- CANAIS - YouTube | GoogleNews | Orkut | Twitter | Facebook | Flickr | LinkedIn
EXTRAS - QUEIMADAS - SINE - PROCON - DEFESA CIVIL - CEMIG - DMAE - CTBC - DETRAN'S - CINES - SOBRE NÓS - PARCEIROS | FALE CONOSCO | EXPEDIENTE | ANUNCIE | PRIVACIDADE


Minas Gerais

Caso confirmado em Minas Gerais não transmite Influenza A

sexta-feira, 8 maio, 2009 19:38

Na noite desta quinta-feira (7), em coletiva realizada na Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais(SES), o secretário-adjunto, Antônio Jorge de Souza, esclareceu que o caso de influenza A confirmado em Minas não apresenta risco de transmissão do vírus, pois o paciente foi acompanhado desde o primeiro momento.

“A confirmação não coloca em risco a população. O paciente está sendo acompanhado há mais de 10 dias e quando teve alta não apresentava sintomas há 24 horas. Todas as pessoas que tiveram contato estão sendo monitoradas,” explicou.

O secretário-adjunto informou, ainda, que a confirmação de um caso em Minas não muda as estratégias adotadas do Comitê de Enfrentamento que tem atuado desde o primeiro momento para conter a transmissão da Influenza A. “A confirmação deste caso não muda em nada nossas estratégias em relação ao problema. O que nos cabe agora é acompanhar todos os casos suspeitos ou confirmados para que a cadeia de transmissão não acorra. Este caso não representa nenhum perigo dentro da cadeia epidemiológica de transmissão”, acrescentou.

Antônio Jorge esclareceu, também, que as ações já iniciadas terão continuidade. “O plano de contingência do Estado de Minas Gerais está elaborado em três fases. Mesmo com a confirmação deste primeiro caso continuamos na fase um, pois o caso é importado”, disse.

O paciente que teve o caso confirmado esteve no México de 22 a 27 de abril. Manifestou os sintomas da doença ainda durante a viagem, no dia 26. Foi internado no Hospital das Clínicas assim que chegou e teve alta no dia 29 de abril, ficando em isolamento domiciliar, estando monitorado até o dia 6 de maio. O paciente não teve o nome revelado, está em casa e passa bem.

O Plano

O Plano Estadual de Enfrentamento a influenza A, divulgado na terça-feira (5), está estabelecido em três níveis de enfrentamento da ameaça de uma pandemia, de acordo com a situação epidemiológica de circulação do vírus Influenza A (H1N1). O primeiro descreve os procedimentos em momentos sem nenhum caso autóctone (transmissão acontece no local sem relato de viagem); o segundo, para momentos com presença de caso autóctone; e, por último, procedimentos para uma situação de epidemia.

O subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Felipe Caram, alerta que quem não prestou as informações adequadas no formulário de declaração de bagagem da receita federal, tenha dúvidas ou apresente algum dos sintomas, deve entrar em contato pelo 0800-283-2255.

No total, em Minas, foram acompanhados 15 casos, todos importados de áreas afetadas. Desse total, 9 foram descartados, 2 monitorados e 3 suspeitos sendo 2 internados e 1 com acompanhamento domiciliar.

Agência MInas

Leia também:
Saúde acompanha possíveis casos de Gripe A em Minas Gerais

outros destaques:

Minas Gerais

Brasil no Google Maps

Grupos do Google
Participe do grupo Farol Comunitário
E-mail:
Visitar este grupo

no blog
Últimas do Farol no
Notícias no Google News Brasil