Contribua   Assine   ou Acesse nossa campanha no Apoia-se

Nossos sites

Parceiros

Expediente

Políticas do Portal

Contribua para manter o Parque Nacional Serra da Capivara | Patrimônio Mundial pela Unesco
GERAL CADERNO 1 CADERNO 2 CADERNO 3
CADERNO 4 BLOGS LINKS ÚTEIS METEOROLOGIA

| Dengue, Zika e Chikungunya no Caderno Saúde |
A sociedade mobilizada para vencer essa luta

Ecopontos, Feiras-Livres e outros serviços em Uberlândia
Quinta-feira, 19 Junho, 2014 19:48

Governo de Minas chama novas propostas de mobilidade urbana

Omar Freire/Imprensa MG
O governador lembrou que o procedimento é consequência do trabalho desenvolvido no Vetor Norte
Reprodução

Estado vai reunir propostas para transporte sobre trilhos entre o Centro de BH e Aeroporto Internacional. Além de beneficiar passageiros e turistas, intenção da nova tecnologia é atender necessidade de melhorias da mobilidade urbana na Região Metropolitana

O governador Alberto Pinto Coelho autorizou nesta quarta-feira (18/06), em Belo Horizonte, o lançamento de Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para o Transporte Metropolitano sobre Trilhos entre o Aeroporto Internacional Tancredo Neves e o hipercentro de Belo Horizonte.

A intenção é colher propostas para definição da melhor alternativa de tecnologia para melhorar a mobilidade urbana em Belo Horizonte e Vetor norte da Região Metropolitana.

O PMI é uma consulta geral, em que podem participar empresas, universidades e pessoas físicas para, nesse caso, sugerir alternativas para melhoria da mobilidade urbana. O Governo consulta a sociedade para definir a melhor alternativa, aquela que conjugar o melhor custo-benefício para a própria sociedade.

"Esse ato é mais uma iniciativa de Governo dentro de um contexto de uma realidade de qualificar Minas Gerais para o desenvolvimento, fazer do Estado um instrumento indutor do desenvolvimento, trazendo através das políticas públicas a construção de novas realidades. É isso que deve motivar todo e qualquer gestor público, o senso de responsabilidade e da importância de que aquilo que é concebido vai se tornar uma realidade. Hoje estamos certamente iniciando uma nova realidade", afirmou o governador.

O transporte sobre trilhos é exigência do procedimento já que possui capacidade de transporte média/alta, ou seja, pode levar mais pessoas do que outros tipos de modais. Além disso, ao não passar pelo trânsito convencional, o transporte sobre trilhos oferece a possibilidade da programação exata dos horários de deslocamento.Também é exigência do PMI que o sistema seja integrado ao BRT, às linhas de ônibus existentes na região e ao próprio metrô, observando os projetos de sua expansão.

Planejamento

O governador Alberto lembrou que o procedimento, que agora se inicia, é uma consequência do trabalho desenvolvido no Vetor Norte dos últimos anos. Primeiro, o Governo de Minas, em parceria com a Prefeitura e o Governo Federal, possibilitou a duplicação da Avenida Antonio Carlos. Depois, com a Linha Verde, que incluiu a restauração da Avenida Cristiano Machado e as intervenções na MG-010, o acesso ao Aeroporto Internacional foi melhorado.

Ao mesmo tempo, a transferência dos principais vôos para o Aeroporto Internacional, a partir de março de 2005, e o planejamento realizado pelo Governo de Minas para o Aeroporto, fizeram com que a movimentação de passageiros saltasse de cerca de 360 mil, em 2003, para mais de 10 milhões, em 2013. A Cidade Administrativa possibilitou um novo salto de negócios e investimentos na região.

Para permitir um novo acesso ao aeroporto, em 2012, o Governo de Minas começou as obras de melhoria e duplicação da LMG-800 e da MG-424. Entregue no início do mês, no prazo estipulado, as intervenções contaram com investimentos de cerca de R$ 340 milhões.

"Eu espero que, até dezembro, possamos avançar, naturalmente sem prejuízo da qualidade do que deve ser colhido como sugestão para aprimorar o projeto e da sua concepção do ponto de vista técnico e de engenharia", afirmou Alberto.

"O traçado, tudo isso tem que ser pensado meticulosamente e, naturalmente, temos que desenvolver uma modelagem que leve em consideração a equação econômica do projeto, o volume de investimentos e seja atrativo para os investidores. Mas, a exemplo de outras iniciativas de Parcerias Público Privadas no Estado, essa será mais uma iniciativa exitosa e importante, certamente aí considerando a interligação com outros modais, pensando no BRT, no metrô", destacou.

Traçado

O PMI oferece como opção de saída do transporte sobre trilhos o local onde hoje é a atual rodoviária. Próximo a ela está uma estação do metrô e há a interligação com o BRT Move. Mas o PMI poderá apontar por um local diferente, desde que contemple o hipercentro da capital mineira e tendo como o destino final o Aeroporto Internacional.

No final do procedimento também já deverá haver definição sobre o traçado dos trilhos e os locais por onde o meio transporte deverá passar. O projeto deverá respeitar algumas premissas como a redução do tempo de viagem e do custo, contemplar menor interferência nas vias existentes e planejadas, e ter uma conectividade com a Cidade Administrativa. Tudo isso, complementando a rede de transporte atual, sendo viável econômica e financeiramente e sustentável, de acordo com as necessidades ambientais da região.

Prazos

O PMI será concluído em até 120 dias. Nesse período o governo decidirá qual a melhor tecnologia para esse projeto. O procedimento tem prazos específicos. Até 45 dias, por exemplo, os interessados deverão entregar ao Governo de Minas os estudos prévios (as opções de melhores tecnologias, melhor traçado etc). A partir disso, o Governo define quais estudos deverão continuar sendo feitos até o prazo final de conclusão do Procedimento de Manifestação de Interesse. Feita a definição, deverá ser elaborado o projeto executivo, que definirá a forma, os custos, as responsabilidades. Só a partir daí, será possível falar de prazos e custos finais do projeto, que deverá ser desenvolvido por uma Parceria Público-Privada (PPP).

O início do processo já recebe elogios de importantes setores da sociedade, como a Associação Comercial e Empresarial de Minas (ACMinas), que acredita que o projeto poderá beneficiar ainda mais a economia mineira. "É um momento propício para se iniciar essa PMI. Queremos, acima de tudo, dar apoio total a esse projeto do Governo de Minas e dar parabéns ao governador pela demonstração do grande estadista que é e de ter essa visão de futuro da nossa cidade", afirmou o presidente da ACMinas, Roberto Fagundes.

via Agência Minas

Material jornalístico de uso livre segundo as atribuições específicas de cada fonte exceto quando especificado em contrário. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes, sempre devidamente identificados. Créditos das fotos devem ser preservados. Nenhuma das fontes mantém qualquer vínculo comercial ou de outra ordem conosco. Em caso de dúvida, consulte. Leia também nossos Termos de Uso e Serviço | Preços, prazos, links e demais informações podem sofrer alteração e correspondem ao dia em que o material foi publicado sendo de responsabilidade da fonte original.

Documento sem título
Considere contribuir com nosso trabalho

Últimas no FarolCom

Veja também

FarolCom no Twitter

FarolCom no Pinterest